Variedades 5 meses atrás | Redação

Dicas essenciais para se tornar um produtor de conteúdo

André Pilli dá dicas sobre como começar a criar seu conteúdo no Youtube

por Revista FHOX

Por André Pilli, embaixador Sony Alpha

Ganhar dinheiro com o YouTube é o sonho de muitas pessoas, principalmente as da geração Y, mais conhecida como millennials. Elas já nasceram na era dos grandes avanços tecnológicos, presenciando uma das maiores revoluções na história da humanidade, a Internet.

conteúdo
André Pilli

 

Mas não é tão simples ter um canal de sucesso. É preciso ter muito profissionalismo, seriedade e autenticidade para se destacar. O desafio não é criar um canal e sim elaborar conteúdos para mantê-lo em constante crescimento.

O que me motivou a começar a produzir conteúdo para o YouTube foi uma coisa: provar meu conhecimento. Eu sabia que um diploma não seria o suficiente, pelo menos no meu ramo, então iniciei meu canal fazendo reviews de eletrônicos. Com o tempo, fui criando novos conteúdos e diversificando meu canal.

Se começar a criar conteúdo já não é tarefa fácil, manter seu canal em crescimento e seus seguidores engajados é ainda mais difícil. Por isso resolvi criar essas 5 dicas essenciais para ajudar quem está planejando ter um canal próprio, mas não sabe por onde começar:

chainarong06 / shutterstock

 

1) Apenas comece

É assustador ver a quantidade de coisas que temos de aprender para iniciar um canal no YouTube ou um perfil no Instagram. Todos os fundamentos da fotografia, iluminação, vídeo, edição e correção de cor. Por isso a melhor estratégia é dividir para conquistar. Comece aos poucos, com vídeos ou cursos para iniciantes, não pense em todo o caminho que tem pela frente, mas sim no próximo passo.

2) Exposição

Todos já ouviram falar dos haters, pessoas que sentem a necessidade de serem negativas, que criticam o trabalho de outras pessoas. Muitas vezes, quando um trabalho é publicado, desconhecidos comentam sem contexto algum sobre sua vida ou seu trabalho. Com o tempo, você vai aprender a transformar essa negatividade em energia para seguir produzindo. No início, é normal se sentir desmotivado com pessoas assim, mas não desista.

shulgenko / Shutterstock

 

3) Colaborações

A melhor maneira de crescer é unir-se a outros criadores de conteúdo do seu tamanho. No meu caso, eu oferecia aos criadores maiores a minha qualidade de conteúdo, pois muitos perguntavam as minhas configurações e câmeras. Assim, fui recomendando os equipamentos que usava, como as câmeras da Sony, para muitos profissionais da área no Brasil. Encontre seu diferencial e faça seu trabalho, assim terá mais chances de ser reconhecido por outros.

4) O que eu vou criar?

Essa é uma pergunta que eu me faço semanalmente. O que aprendi é que qualquer coisa pode virar conteúdo. Este artigo que você está lendo pode dar origem a um vídeo, por exemplo. Assim, cabe a você analisar como transformar seu cotidiano em conteúdo. Mas tenha em mente que, embora para nós nossa rotina pareça monótona, para outras pessoas ela é interessante.

5) Equipamentos

Atualmente, as maiores demandas para produtores de conteúdo são fotos e vídeos. Uso muito os sistemas mirrorless, ideais nesses casos porque são extremamente portáteis e têm uma ótima performance nessas duas áreas. A Sony Alpha 6400, por exemplo, é um ótimo investimento porque, além de ter uma tela que pode ser usada para se enxergar quando filma um vlog, possui o foco automático mais rápido do mundo, garantindo que você esteja em foco a todo momento, além de, claro, filmar em 4K.