Wedding 1 ano atrás | Jucelene Oliveira

Um olhar diferente na fotografia de casamento

A fotógrafa Tati Itat conversou com FHOX sobre seu distinto olhar pela fotografia de casamento, projetos autorais e mercado de trabalho.

por Revista FHOX

Por Jucelene Oliveira e Leo Saldanha 

Apaixonada por almas de luz, pela simplicidade, pelo vento na cara e pelo cheiro de cuca sendo assada no forno. É assim que a fotógrafa de Porto Alegre Tati Itat se define. Formada em Artes Visuais, começou a fotografar profissionalmente há cerca de dois anos.

Tati conversou com FHOX sobre seu distinto olhar pela fotografia de casamento, projetos autorais e mercado de trabalho. Para ela, “a fotografia de casamento é e pode ser tão interessante, densa e profunda quanto a fotografia em qualquer segmento”. Quanto ao mercado de trabalho, enxerga que a diferença do profissional está na sua entrega.

“É triste saber que muitos fotógrafos estão mais preocupados com a estética do local ou com a roupa dos convidados. Por estarem presos a opiniões empobrecidas sobre o que é belo, deixam de fotografar momentos decisivos, criando uma barreira na entrega ao que está diante de si e, consequentemente, na construção e preservação da fotografia.”

Para ver todas as fotos, confira nossa galeria.

Ela registrou um casamento haitiano e disse que foi um “tapa na cara” por quebrar alguns paradigmas. “Muitas vezes, os profissionais estão restritos à questão técnica da fotografia ou estética do casal. Como se somente fosse possível ter fotos bonitas se o casal estiver dentro do padrão ditado pela sociedade. Acredito que esse casamento causou impacto em muitos fotógrafos que ainda estão presos a pensamentos pequenos”, desabafa.

Casamento Haitiano. (Foto: Tati Itat)
Casamento Haitiano. (Foto: Tati Itat)
Casamento Haitiano. (Foto: Tati Itat)

Ao ser questionada sobre repertório, analisa: “Talvez existam muitos fotógrafos que não se preocupam com bagagem cultural e autoral por caírem nesse ramo da fotografia por necessidade, e aí ficam numa camada superficial. A fotografia de casamento é uma oportunidade de negócio, mas quando essa é a única finalidade, parece que apertar o botão basta. E apertar o botão tem a ver com toda uma bagagem anterior, consciente e inconsciente”, pontua.

Casamento Haitiano. (Foto: Tati Itat)
Casamento Haitiano. (Foto: Tati Itat)
Casamento Haitiano. (Foto: Tati Itat)

Apontou ainda algumas referências para seu trabalho de criação e crescimento. Sebastião Salgado, Luisa Dörr, Thierry Bansront, Högabo Eden Photography, Brooke Shaden, entre outros.

Para conhecer o trabalho da fotógrafa, acesse:
www.tatiitat.com
www.facebook.com/tatiitatfotografia
@tatiitatfotografia