Autoral 3 anos atrás | Diogo Amorim

Steph Wilson procurou explicar a ansiedade através de suas fotografias

“As fotos foram um pouco como um ‘obrigado’ e um ‘adeus’”.

por Revista FHOX

Segundo a OMS, 33% da população mundial sofre de ansiedade. Os números são alarmantes e tendem a crescer ainda mais, mas o que importa é o sentimento que atordoa tantos cidadãos. Os sintomas são invisíveis, mas notáveis e devastadores. Noites mal dormidas, pensamentos embaralhados, coração batendo forte, ataques de pânico, claustrofobia e muito mais.

Steph Wilson viveu tudo isso desde seus 11 anos e, como fotógrafa, decidiu tornar visível uma dor que é compartilhada por tantas pessoas. Encarnar a ansiedade em imagens foi, portanto, a missão que ela se propôs nesse ensaio.

As pessoas preocupam-se em soar excessivamente dramáticas ou carentes quando falam sobre isso, mas quanto mais normalizado e banal, menos as pessoas vão sofrer. É como qualquer tabu: quanto mais se falar, mais mundano se torna, e assim, por definição, deixa de ser tabu”, afirma a fotógrafa,