Retrato 4 anos atrás | Redação

Série fotográfica mostra que não existe ‘coisa de menina’

Kirsten foi uma menina que gostava de coisas “de menino”, este é um dos motivos que fazem ela levantar a bandeira pela igualdade de gênero em seu trabalho

por Revista FHOX

Com retratos de seu filho de oito anos, que gosta de jogar futebol e é apaixonado pela dança, a fotógrafa Kirsten McGoey criou a série A boy can do to, para mostrar que não existe coisa de menino e de menina.

a-boy-can-do-too-4Kirsten McGoey

A partir da preferência do filho por atividades consideradas femininas, Kirsten conta que chegou a ser questionada se ela não se preocupa com a possibilidade de seu filho ser gay por gostar da cor rosa ou de dançar. “Não consigo entender como associam essas coisas, mas sei que este projeto precisa se esforçar para convencer as pessoas que ainda se prendem a tal ponto de vista”, diz.

Depois que divulgou as primeiras imagens, logo conheceu casos de outros meninos que sofreram julgamentos por causa de seus gostos. Para o projeto, além de fotografar os meninos fazendo suas atividades preferidas, ela também faz entrevistas com eles para entender as coisas pelas quais eles passam.

Confira algumas fotos do projeto: