Retrato 3 anos atrás | Diogo Amorim

Dorothea Lange documentou a Grande Depressão nos EUA

“Mãe Emigrante”, uma de suas obras mais conhecidas, foi tirada na época que ela trabalhava para a Farm Security Administration (FSA)

por Revista FHOX

Filha de imigrantes alemães, a norte-americana Dorothea Lange ficou famosa ao documentar desde muito nova o impacto da Grande Depressão em vários estados dos EUA durante a década de 30. Tendo “Mãe Emigrante”, de 1936, como seu registro mais famoso. Confira:

dorothea-lange-13Dorothea Lange

De 1935 a 1939, Lange retratou para a FSA o sofrimento dos pobres e esquecidos, especialmente das famílias rurais deslocadas e dos trabalhadores imigrantes. Suas imagens eram distribuídas gratuitamente a jornais de todo o país, tornando-se fortemente representativas da época. Nas últimas décadas de sua vida, Lange sofreu de diversos problemas de saúde. Faleceu em 1965, vítima de câncer no esôfago.

Em 2006, uma escola foi batizada em sua honra em Nipomo, na Califórnia, perto do local onde foi clicada “Migrant Mother”. Confira algumas imagens clicadas por ela: