Newborn 4 meses atrás | Redação

Norte-americana é presa por se passar por fotógrafa newborn

Ela ainda é investigada por suspeita de sequestro e agressão. O caso repercutiu nos últimos dias nos Estados Unidos

por Revista FHOX

Na última sexta-feira (14) Juliette Palker, 38, e sua filha de 16 anos, foram presas, em Tacoma, Estados Unidos, por tentarem roubar a bebê de uma mulher. A detida, que é moradora de Spanaway, se apresentava como fotógrafa newborn e atraiu a mãe da criança através de uma oferta no Facebook.

Ambas estavam em um grupo, dentro da rede social, voltado para fotografia de bebês. Um detalhe importante sobre o grupo é que ele era exclusivo para retratos gratuitos, onde fotógrafas iniciantes faziam ofertas para criar um portfólio de início da carreira.

Segundo a mãe da criança, Juliette teria ido até sua casa pelo menos duas vezes, antes da ocorrência, para fazer algumas fotos. E nessas ocasiões já teria tido uma postura suspeita.  

Na terceira visita a “fotógrafa” ofereceu um cupcake à mãe, que logo em seguida começou a passar mal. Assim, ao perceber a situação suspeita, a mulher pediu que a fotógrafa fosse embora e ligou para a polícia. A vítima afirmou à polícia que Juliette tentou drogá-la. 

A suspeita foi presa junto com a filha na estrada, a quase 100 km de distância, e condenada por tentativa de sequestro e agressão.  A polícia disse não se tratar de um caso isolado e que a suspeita tem outras acusações parecidas. 

Os investigadores, por fim, ainda afirmaram que, com mandados de busca e apreensão e postagens nas redes sociais, descobriram as intenções da acusada de roubar um bebê e fugir do estado.

A importância da contratação séria

Para a fotógrafa de família e newborn Carla Durante, que também é vice-presidente da ABFRN (Associação Brasileira de Fotógrafos Recém-Nascidos), casos como esse, apesar de bizarros, só reforçam a importância dos pais buscarem as referências de quem vai fotografar. 

Carla ainda alerta que não é praxe fazer com que o bebê fique sozinho com o fotógrafo. “Em nossos estúdios sempre tem um lugar especial para mãe sentar. No meu estúdio, por exemplo, são duas salas. Além de uma salinha ao lado com um vidro. Se eles [os pais] cansam podem sair mas continuam acompanhando a sessão”, conta. Isso, de acordo com a fotógrafa, passa mais segurança aos pais.

“Eu sempre incentivo as fotógrafas a deixarem a mãe em uma distância razoável. Que o cheiro do leite não interfira (de tirar a atenção), mas a uma distância de um metro já é suficiente para a gente fazer a sessão newborn tranquila, com a mãe sentadinha perto. Eu acho que a mamãe fica mais tranquila quando vê o bebê e o bebê fica mais tranquilo estando com a mãe por perto”, diz. 

“A história mais absurda que já ouviu no universo newborn”

Ainda comentando sobre o caso ocorrido nos Estados Unidos, a brasileira diz acreditar que essa seja a história mais absurda que já ouviu no universo newborn. 

Imagem de alenag39 por Pixabay

“Espero que seja a primeira e última. Mas serve de alerta para que as famílias, ao procurarem um fotógrafo newborn, busquem referências”, aconselha. “Se as pessoas tiverem dúvidas podem entrar no site da Associação. Lá explicamos como é um ensaio é realizado, por exemplo”.

A  Associação indica fotógrafos associados, além de premissas de conduta do profissional. Como, por exemplo, “o fotógrafo jamais deve dar remedinho para o bebê dormir. Mesmo que esse remédio seja para cólica”, explica Carla. 

Logo, definitivamente, fica evidente a importância das credenciais de quem atua no ramo. Seja com um selo de uma associação (como a ABFRN no Brasil) ou também na forma em que o fotógrafo apresenta seu trabalho. Sempre de maneira profissional, segura e responsável. Itens que serão sempre fundamentais para tranquilizar os consumidores na hora escolher com quem podem e devem trabalhar.

Se você gostou deste conteúdo, certamente irá gostar de ler: Newborn “brava” faz sucesso na internet. Ou então, talvez, você goste de ler sobre: O fotógrafo que bombou no TikTok.

Leia, curta e compartilhe. Assim, você nos ajuda a levar nosso conteúdo para muito mais pessoas 🙂