Newborn 10 meses atrás | Leo Saldanha

Conheça o trabalho de Amy McDaniel, atração do Congresso Fotografar 2019

Sua linha de trabalho vem se destacando dentro do mercado newborn americano

por Revista FHOX

Amy McDaniel, da Drewdrop Photography, é uma norte-americana de 44 anos especializada em fotografia newborn e de família que já está caminhando para 10 anos de profissão e não para de surpreender. Mãe de três filhos, atua em Auburn, no estado do Alabama.

Atração exclusiva da Fotografar 2019, a profissional se define de uma forma que muitas profissionais daqui vão se identificar: mãe, esposa, fotógrafa e professora. Uma conjunção de personas que representa boa parte das mulheres que se aventuram a fotografar recém-nascidos.

Mais do que clicar só newborns, ela também retrata gestantes, crianças e famílias. Uma decisão de ampliar o leque e cada vez mais presente na rotina de fotógrafas desse mercado. “Meu amor pelas minhas próprias crianças estimulou meu desejo por fotografar bebês e crianças. E focar em cada personalidade”, explica.

Curioso é que logo após virar mãe, ela passou a levar as crianças para serem clicadas no Picture People (rede de estúdio de retratos norte-americana). A empresa faliu nos Estados Unidos justamente por conta do avanço dos smartphones e da quantidade de fotógrafas atuando com seus próprios estúdios ou com home studio.

Segundo dados de associações de fotografia dos Estados Unidos, mais de 100 mil mães fotografam (parcialmente ou em tempo integral) na fotografia de família e newborn. Antes de atuar como profissional, Amy ficou dois anos atuando de maneira mais informal.

Foi somente em 2010, com a chegada do terceiro filho, que ela decidiu mergulhar de vez na profissão. Ela evoluiu de um home studio para um espaço próprio e, desde então, através do olhar detalhado, boas composições e harmonia, se sobressai entre outras profissionais do segmento.

Apesar de apostar na simplicidade, Amy segue a linha do estúdio boutique que cobra bem por cada sessão. Ou seja, sem enfoque em preço baixo. Ela ganha muito fazendo poucos ensaios. Porém, entregando algo personalizado.

Acostumada a palestrar em eventos importantes pelo mundo, a fotógrafa também se dedica a ensinar o que sabe sobre fotografia. Ela instrui seus alunos a como recém-nascidos de fotografar de forma segura, sem esquecer de manter um forte relacionamento com os pais.

“Fotografar é muito mais do que só apertar um botão. Do estilo a edição, guio meus alunos e os ajudo no caminho para serem bem sucedidos”, analisa. O enfoque do ensino de Amy é de equilibrar a importância total da segurança, mas sem deixar de lado a criatividade.

Essa preocupação de Amy é importante, sobretudo em tempos de grande quantidade de eventos e afins. “Acima de tudo, meu objetivo é inspirar, dar suporte e ajudar os outros a crescerem. Sou abençoada por fazer parte da vida dos meus clientes e da jornada dos meus alunos”.

Outro ponto que a fotógrafa destaca sobre sua personalidade é que gosta de conhecer lugares diferentes da realidade dela. Então, é bem provável que ela goste e aproveite bastante a experiência que terá no Brasil, em abril, quando vier para a Fotografar 2019. Quer participar? Saiba como em feirafotografar.com.br