Moda 2 anos atrás | Jucelene Oliveira

A trajetória do alemão Horst P. Horst, fotógrafo de moda e retratos

A maioria de suas obras são em preto e branco, com essência clássica e elegante, misteriosa e atraente

por Revista FHOX

Nascido em Weißenfels, Alemanha, no dia 14 de agosto de 1906, Horst Paul Albert Bohrmann estudou, durante a juventude, no Kunstgewerbeschule, espécie de Liceu de Artes e Ofícios, em Hamburgo, e posteriormente, ele se transferiu para Paris, onde estudou arquitetura com o modernista Le Corbusier.

Horst-P-Horst-7Horst P. Horst

Foi lá que se tornou amigo dos grandes expoentes da vanguarda cultural daquela época. Em 1930, ele conheceu o Barão George Hoyningen-Huene, fotógrafo da revista Vogue. A parceria de Horst com a revista começou em 1931, com a publicação da primeira foto de sua autoria na edição francesa de novembro daquele ano.

Foi em 1932 que Horst ganhou destaque no cenário fotográfico de moda, desta vez, nas páginas da Vogue britânica: a edição março trazia três páginas de moda assinadas por ele e um retrato de página inteira da filha de Sir James Dunn, patrono e mecenas do Surrealismo.

Sua primeira exposição foi em Paris, em 1932, quando recebeu uma crítica favorável, publicada na revista The New Yorker. Foi aí que Horst adquiriu fama internacional. Em 1937, Horst alugou um apartamento em Nova York e, certa vez encontrou Choco Chane. Ele se tornou fotógrafo das coleções da estilista francesa pelas três décadas seguintes.

Horst-P-Horst-20Horst P. Horst

Em 1941, ele requiriu a cidadania americana, no ano seguinte, passou no exame físico do exército e um ano depois ingressou na armada; em outubro de 43 mesmo ano se tornou oficialmente cidadão americano, como Horst P. Horst, e fotógrafo dos quadros do exército. Em 1945 ele fotografou o presidente Harry Truman e também todas as primeiras-dramas americanas no período pós-guerra. Paralelamente, Horst continuou fazendo retratos e fotografias de moda, registrando as tendências de uma década fulminante para as artes.

>> Lúdico, poético e impactante: Tim Walker, fotógrafo de moda
>> Steven Klein, o icônico fotógrafo de moda e do cenário pop musical

Nos anos 70, seu estilo clássico e atemporal de fotografia foi desvalorizado perante a preferência pelo psicodélico e experimental daquela década, o que acarretou uma queda considerável da procura pelo seu trabalho. Sua redescoberta foi na década de 80, por um grupo de entusiastas de seu estilo. Ele foi contratado para tirar fotos para um trabalho apareceu na revista Life, a edição mais popular naquele ano, vendendo 1,5 milhão de cópias.

O sucesso lhe garantiu contrato para um livro, trabalho desenvolvido com o editor James Watters, que resultou na publicação do best-seller Return Engagement: Faces to Remember Then & Now (1984), livro em homenagem às primeiras estrelas de Hollywood.

Horst-P-Horst-9

Além do trabalho com moda e retratos, Horst também fez fotos de design de interiores e natureza morta. A luz era um dos pontos principais do seu trabalho, ele preparava a iluminação e os adereços cuidadosamente antes das sessões de fotos. Ele costumava ser direto e passar poucas instruções às modelos. O fotógrafo morreu aos 93 anos de idade, em Palm Beach Gardens, na Flórida.