Fotojornalismo 3 anos atrás | Redação

Acervo de James Nachtwey no Hood Museum of Art

São milhares de negativos e arquivos digitais que agora estão preservados no museu da universidade de Dartmouth (EUA)

por Revista FHOX

Nos últimos 35 anos, o experiente e respeitado fotojornalista retratou alguns dos acontecimentos mais importantes, sobretudo em guerras e conflitos. Natchwey, por exemplo, fotografou a queda das torres gêmeas (WTC), evento trágico que acabou de completar 15 anos nesse último fim de semana. Mais recentemente ele cobriu a crise dos refugiados sírios. O acervo contempla 330 mil negativos, 170 mil arquivos digitais, 25 mil fotos impressas em tamanho pequeno, 7200 impressões de alta qualidade (prints fine art para exposições pelo mundo), 2 mil fotos em grande formato e 12500 folhas de contato. Um legado super valioso de um relato histórico de um talentoso fotojornalista que conta com 5 medalhas de ouro Robert Capa. Toda esse patrimônio servirá para estudos em várias disciplinas da prestigiada universidade. E a ideia é que a coleção cresça ainda mais com os novos trabalhos do fotógrafo. Bela iniciativa.