Portfólio 10 meses atrás | Redação

Fotógrafo visita Chernobyl e cria fantásticas fotos com câmera infravermelho

O russo Vladimir Migutin visitou recentemente a região e voltou com cliques que parecem saídos de um filme de ficção cientifica

por Revista FHOX

O fotógrafo russo Vladimir Migutin se aventurou na Zona de Exclusão de Chernobyl. Na cobertura fotográfica ele usou uma câmera infravermelho (Kolari Vision). A zona de exclusão é um lugar insólito mesmo 30 anos após o terrível acidente radiotivo. Lá não se veem tanto animais ou humanos. E os riscos de contaminação são enormes. Migutin  usou uma câmera de espectro completo e com um filtro infravermelho de 590nm. Ele documentou tudo e o resultado é surreal. O fotógrafo disse para vários sites que não sentiu uma atmosfera melancólica no local. Que na verdade tudo mais parecia um sonho em um planeta diferente. Com o efeito da fotografia infravermelho, as fotos ganham um ar ainda mais alienígena. Pode ser com uma floresta rosa ou nas árvores brancas. Uma série que mostra o legado mais do que nocivo do homem na natureza. E que ainda assim rendeu registros impactantes. https://www.instagram.com/kolarivision/

>> A cidade de Roma vista por uma perspectiva diferente 

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.