Família 3 anos atrás | Redação

Após ficar viúvo, fotógrafo registra dia a dia com filhas

No dia 12 de dezembro de 2016, a esposa perdeu a batalha contra o câncer, diagnosticada com câncer avançado no colo do útero

por Revista FHOX

Há cerca de dois meses, o fotógrafo Marcos José Misturini, de 35 anos, perdeu a mulher, vítima de um câncer. Com duas filhas para cuidar – Maria Eduarda, de 14 anos, e Ana Laura, de 4 anos. Buscando forças para seguir em frente nas filhas, ele decidiu retratar o dia a dia da filha mais nova sem a mãe. A ideia surgiu com a emoção que ele sentiu ao ver a mais velha arrumando a irmã para o primeiro dia de aula.

pai2Marcos Misturini/Arquivo pessoal

Ariel, a mãe das meninas, era fotógrafa como o marido e o casal passava praticamente o tempo todo junto, em casa ou no trabalho, registrando casamentos. Agora Misturini usa a paixão da esposa, a fotografia, para contar a história da filha com quem Ariel conviveu menos tempo.

pai5Marcos Misturini/Arquivo pessoal

“No início, além da dor, bateu o desespero para encontrar um novo caminho a seguir profissionalmente, porque Ariel era minha parceria de trabalho. Ficávamos 24 horas juntos. Quando via fotos de casamentos, sempre me lembravam dela”, conta ele. “Consegui forças para seguir em frente nas minhas filhas e, com o apoio de amigos, resolvi continuar na profissão.”

paiMarcos Misturini/Arquivo pessoal
Momentos

As imagens são postadas em um blog, acompanhadas por descrições dos momentos únicos vividos pela família, como o choro de Misturini ao deixar Ana Laura na escola pela primeira vez, e quando ela rezou e pediu para que Deus nunca deixasse o pai ficar doente.

umdianavidaMarcos Misturini/Arquivo pessoal

Os registros não encantaram apenas os familiares e amigos do fotógrafo, mas também desconhecidos, que já compartilharam as fotos milhares de vezes nas redes.

familia_mLOcajbMarcos Misturini/Arquivo pessoal