Autoral 3 anos atrás | Regina Sinibaldi

Livro “Quanto Vale?” vem aí

Mauricio Simonetti prepara obra em que documenta o desastre ambiental de Mariana, em Minas Gerais

por Revista FHOX

Natureza, meio ambiente e paisagens urbanas são temas da produção pessoal do fotógrafo Mauricio Simonetti. “Água é um dos meus temas favoritos”, diz ele, que fotografou nascentes, rios, cachoeiras, lagoas, praias por esse Brasil afora. “Documentei dois dos mais importantes crimes ambientais no nosso País, causados pela construção de hidrelétricas. Um foi a extinção do Parque Nacional de Sete Quedas, submerso em 1982 no Rio Paraná; o outro, o cemitério de árvores em Balbina, resultado da inundação de vasta extensão de floresta em Presidente Figueiredo, no Amazonas, no final dos anos 1980”.

mariana-3Mauricio Simonetti

Notícias do rompimento da Barragem de Fundão, em 5 de novembro de 2015, chamaram atenção de Simonetti e ele passou a acompanhar o que as mídias sociais publicavam. “Percebi que algo de muito grave havia ocorrido em Minas Gerais com notícias de desaparecimentos e mortes que chegavam, acompanhadas de imagens do povoado de Bento Rodrigues soterrado pela torrente de rejeitos minerais, que vazou da barragem e desceu pelo leito do Rio Gualaxo do Norte.”

Dias depois estava Simonetti em Mariana para fotografar a extensão do Rio Gualaxo do Norte, entre Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo e Barra Longa, locais mais atingidos pelo rompimento da barragem. “Havia muito o que fotografar, tudo estava destruído, caótico, dantesco. Nunca havia visto nada parecido antes, a paisagem estava tingida de tons marrons, vermelhos, centenas de árvores quebradas, a água do Rio Gualaxo do Norte parecendo uma pasta de cor ocre. Casas desmoronadas, roupas e objetos do cotidiano semienterrados, escola destruída, animais abandonados, tudo absolutamente fora de ordem”, conta. O cenário desolador fez com que fotógrafo voltasse à região em fevereiro de 2016 para aprofundar sua documentação.

mariana-7Mauricio Simonetti

Durante a edição daquelas imagens, Mauricio Simonetti convenceu-se da importância de publicar um livro. “Chamei inicialmente o fotógrafo Salomon Cytrynowicz para ajudar na escolha das fotos para compor o livro, em um segundo momento agreguei outros profissionais de comunicação. Agora estamos finalizando o livro e criando uma campanha de crowdfunding para captar recursos para impressão, lançamento e remuneração dos profissionais envolvidos. O lançamento está previsto para 2017”, calcula.