Autoral 4 meses atrás | Redação

Fotógrafa registra sensualidade em mulheres acima de 50 anos

Intitulado "50+: porque você pode", projeto fotográfico comprova que beleza e autoestima não são privilégio das jovens.

por Revista FHOX

Foi-se o tempo em que a mulher que chegava aos 50 anos era lembrada por seus cabelos brancos, roupas de senhora e afazeres domésticos. Hoje em dia, as mulheres têm uma preocupação maior consigo mesmas, além de independência financeira e emocional.

Apesar de que as mulheres são mais donas de si, muitas ainda não estão com a autoestima em dia, fazendo com que o número de cirurgias plásticas no Brasil cresça a cada ano. E foi pensando em registrar a beleza natural e a força feminina que a fotógrafa paulista Tainá Medeiros idealizou o projeto “50+: porque você pode”.

“Eu quero comprovar que é possível, sim, ser linda, sexy e sensual depois dos 50 anos. Toda mulher tem algo único, que conta a sua história. E meu papel foi registrar essas mulheres incríveis e suas histórias de força”, diz Tainá, fotógrafa especialista em retratos femininos.

Para a primeira edição do projeto, foram selecionadas cinco mulheres com perfis distintos, captando a diversidade e a beleza individual. O cenário escolhido para a sessão fotográfica foi o Edifício Copam, no centro de São Paulo, que há 53 anos é referência de arquitetura — e charme! — no mundo todo.

Diante do sucesso e da aceitação, a idealizadora do projeto começou a planejar uma segunda edição. “É muito gratificante transformar vidas através das minhas lentes. Meu propósito nessa vida é esse: empoderar mulheres por meio da fotografia”, finaliza Tainá.

Idealizadora

A fotógrafa paulistana Tainá Medeiros, de 36 anos, registra a beleza feminina em suas diversas formas. Formada em Análise de Sistemas, abandonou a carreira em 2016, quando encontrou sua verdadeira vocação na fotografia:

“Através das minhas lentes, consigo fazer com que as mulheres vejam aquilo que eu vejo quando as conheço”, explica Tainá, especialista em retratos femininos e proprietária da TmsgPhotos. Composta só por mulheres, a equipe contribui para que os ensaios sejam leves, descontraídos e com muita liberdade.

Para conhecer mais de perto o portfólio da fotógrafa, siga-a no Instagram.

Confira as participantes da primeira edição do projeto “50+: porque você pode”:

 

Maria Helena: “Gosto de curtir as coisas boas da vida, ler, comer bem e dançar. Além disso, adoro sair à noite. Foi maravilhoso me fez ver que a partir dos cinquenta a mulher pode tudo e muito mais, e que a vida é bela.” 

Izy Félix. Falante e com excelente humor, esbanja simpatia. Atuando como radialista Izy nos disse: “Sou uma pessoa que ri muito, adoro conversar, contato com os seres deste planeta num geral; amo animais; adoro minha ocupação de radialista e também, dos podcasts.”

“Foi uma experiência “Única”. Pensei que seria muito bom, mas foi além das minhas expectativas. Me senti um mulherão e sabendo que as mulheres 50+ podem mesmo. Já fiz muitos ensaios fotográficos, mas nada se compara a este.”

Rosimeire Rodrigues: “O projeto concretizou uma fase muito boa. Me senti linda, leve e feliz, e percebi que minha autoestima aumentou. Minhas amigas, quando viram algumas fotos nas redes, comentaram que estou radiante”.

Joelma Gonçalves. Esposa, mãe e avó dedicada, adora socializar com as pessoas. De sorriso sempre aberto está pronta para um bom bate papo.

“…tenho jeito de psicóloga as pessoas nem me conhecem já conta toda a história de vida delas e já se apaixonam por mim.

“…ao chegar e ser recebida por pessoas maravilhosas, ser bem tratada, maquiada, ajudaram a me vestir e a tirar fotos tão maravilhosas e acima de tudo me fizeram entender o quanto ainda sou bela com essa idade. Simplesmente magnífico!”

Fabiane Rodrigues: Amante da dança, esbanja vitalidade invejável. Dona de um corpo escultural é um exemplo de jovialidade. “Sou uma mulher feliz …descobri que nas pequenas coisas …encontramos a felicidade. Eu amei…me senti lisonjeada de ter sido convidada sai de lá radiante, acho que toda mulher merece passar por essa experiência”.

Para conhecer mais do trabalho de Tainá Medeiros, clique aqui.