Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!

Xiaomi amplia atuação no Brasil com cinco novas lojas físicas ainda em 2021

A marca retoma o plano de expansão no país, chegando em duas novas regiões, além de estrear no modelo de negócio Store in Store, na loja da Fast Shop

Com pouco mais de dois anos de operação no Brasil, a Xiaomi, segunda maior fabricante de smartphones do mundo, retoma o plano de ampliação da atuação no país, por meio de novas unidades oficiais Xiaomi Store, que serão inauguradas ainda nesse ano em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Salvador. Os shoppings que receberão as novas lojas serão: BarraShopping e ParkJacarepaguá, no Rio de Janeiro, MorumbiShopping, em São Paulo, ParkShoppingBarigüi, no Paraná, além de estrear uma Store in Store na loja da Fast Shop, localizada no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, a partir de 21 de agosto. A inauguração no BarraShopping-RJ ocorre entre os dias 9 e 12 de setembro.  A unidade de Curitiba será aberta ainda em setembro. As demais datas de inauguração serão reveladas em breve.

Fotos: Xiaomi

Desbravadores

A marca, que já contava com duas lojas físicas em São Paulo, canal e-commerce e parcerias estratégicas com grandes varejistas, operadoras e marketplaces nacionais, está presente em mais de 7 mil pontos de venda espalhados por todo o Brasil. O plano de expansão, definido desde 2019, será retomado em um dos melhores momentos da Xiaomi no Brasil e mundo, já que a empresa se tornou recentemente a segunda maior fabricante de smartphones no plano global.

“Trata-se de um período de grandes conquistas para a empresa, que tem como principal objetivo disseminar a experiência Xiaomi com mais brasileiros, seguindo a proposta que sempre adotamos desde a chegada, ou seja, tornar as rotinas das pessoas mais inteligentes e práticas por meio da oferta de soluções inovadoras”, declara Thiago Araripe, gerente de marketing da Xiaomi Brasil.

A escolha das novas praças que receberão as lojas passa pelo crivo dos fãs da marca, que ao longo dos últimos dois anos demonstraram muito interesse por contar com a Xiaomi em suas cidades. “Podemos afirmar que os públicos destes Estados foram alguns dos mais ativos em nossas redes sociais. Temos utilizado bastante este canal para tomarmos algumas decisões importantes sobre a operação Brasil, já que há muitas particularidades entre os brasileiros quanto ao comportamento de consumo”, ressalta Araripe.

“Made for Brasil”

Desde o início da operação no Brasil, a Xiaomi tem acompanhado de perto as preferências dos consumidores. Um ponto importante observado é o grande interesse dos brasileiros pelos produtos do ecossistema Xiaomi, soluções inteligentes que podem ser conectados entre si. “Metade da nossa receita é representada pelos produtos inteligentes e o restante pelos smartphones. Na maioria dos países, a proporção mostra a categoria de smartphones como a líder indiscutível. Produtos como Balança, Mi Smart Band e Fones de Ouvido costumam figurar constantemente no nosso top 5 em vendas. É um ponto importante para a Xiaomi, pois temos a certeza de que o consumidor brasileiro realmente busca um ecossistema inteligente, alinhado com a proposta global da marca”, acrescenta Luciano Barbosa, head da Xiaomi Brasil.

América “Lachina”

De acordo com a empresa de análises do mercado de tecnologia, a Canalys, a Xiaomi está expandindo seus negócios no exterior rapidamente. Somente nesse primeiro semestre, a América Latina cresceu mais de 300%, enquanto outras regiões, como África e Europa Ocidental, também registraram um aumento de demanda, com 150% e 50%, respectivamente, aponta a consultoria. No Brasil, no mesmo período, segundo a própria marca chinesa a empresa teve crescimento de 370%, movimento que também foi determinante para o expressivo incremento global e regional.