Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!


Vogue entra em polêmica por conta de capa com a vice-presidente dos Estados Unidos

A próxima capa da Vogue dos Estados Unidos terá o retrato de Kamala Harris, primeira mulher vice-presidente da história daquele país. A polêmica é quanto ao exagero no Photoshop. O motivo da confusão foi por conta de uma postagem no Twitter da Vogue com a capa sendo apresentada antes do lançamento nas bancas.  No próprio Tweet surgiram inúmeras críticas indicando que houve exagero no tratamento da pele da vice-presidente. Que estaria mais clara do que realmente é. Chamando a capa de “lavada” e dizendo ainda que Kamala já tem a pele clara, mas que o Photoshop estragou a iluminação. O post tem mais de 20 curtidas e 7 mil comentários.

Não pouparam nem a editora-chefe da revista, Anna Wintour. Acusando a publisher de gerar confusão e de não deve ter amigos ou colegas negros. O caso repercutiu na mídia norte-americana nos últimos dias. O problema é que não se trata de um caso isolado, já que Anna em 2020 publicou uma carta com pedido de desculpas por conta de erros em fotos e artigos que eram considerados insensíveis para minorias. A publicação Executive Digest publicou mais sobre o caso: “A Vogue não encontrou formas suficientes para elevar ou dar espaço a editores, escritores, fotógrafos, designers e outros criadores negros”, escreveu a editora-chefe da publicação, citada pelo The Guardian. “Também cometemos erros, publicando imagens ou histórias que têm sido prejudiciais ou intolerantes. Quero assumir total responsabilidade por esses erros”, sublinhou. A Vogue  ainda negou ao The New York Post ter clareado a pele de Kamala Harris após a sessão fotográfica, mas esta garantia não conseguiu conter a onda de desaprovação e de críticas no Twitter.

“A imagem em si não é terrível. Está apenas muito, muito abaixo dos padrões da Vogue. Eles não pensaram nisso, não fizeram o trabalho de casa”, escreveu uma ativista do movimento LGBTQ, Charlotte Clymer, na mesma rede social.

Vogue ainda não confirmou qual das duas fotografias postadas no Twitter que vai utilizar para a capa impressa, ou se vai sequer publicar ambas. Cada imagem foi fotografada por Tyler Mitchell, que tinha 23 anos quando fotografou a cantora Beyoncé para a Vogue, em 2018.

De acordo com o The New York Post, Harris e a sua equipa sabiam que roupas, cabelo e maquilhagem a democrata iria utilizar. A vice-presidente dos EUA escolheu o seu próprio casaco preto casual, calças e um par de sapatilhas Converse Chuck Taylor para uma foto, e um fato azul claro da Michael Kors para a outra.

A figura de Kamala Harris na capa da Vogue é suscetível de atrair a atenção de Donald Trump, que reclamou no mês passado que a sua esposa e modelo, a primeira dama Melania Trump, não tinha aparecido uma única vez na capa da revista nos últimos quatro anos na Casa Branca. Ou seja, os ânimos seguem acirrados nos Estados Unidos nas mais variadas frentes.