Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!

Tecnologias que podem facilitar o trabalho dos fotógrafos

top view of work space photographer with digital camera, flash, cleaning kit, memory card, external harddisk, USB card reader, laptop and camera accessory on black table background -Cred.iStock

Mundo digital traz mais praticidade e otimiza trabalho dos profissionais

A evolução tecnológica que explodiu mundialmente entre a transição do século XX para o século XXI é algo que já domina vários setores da sociedade. Muitas coisas que antes eram analógicas hoje são completamente digitais, e essa transição faz com que as pessoas adquiram mais aparelhos eletrônicos para poder acompanhar a transformação digital. Na área de fotografia, por exemplo, quase tudo se tornou digital: as fotos que tinham de ser reveladas em estabelecimentos próprios hoje são capturadas e postadas de modo direto nas redes sociais. Tudo isso em um aparelho que cabe na palma da sua mão: um smartphone!

Com o desenvolvimento tecnológico, diversos celulares oferecem câmeras semiprofissionais, tornando ainda mais fácil a vida dos fotógrafos amadores e daqueles que ainda estão iniciando seus estudos e sua prática no mundo da fotografia. Com um smartphone, você já consegue escolher qual será o foco da câmera, destaque de fundo e até aplicar as dimensões da foto para melhor se encaixar em suas necessidades, além de filtros com destaques para cores. Tudo isso pode ser feito diretamente nas configurações da câmera do smartphone, e existem aplicativos mais simples que ajudam muito na hora da edição e do tratamento de imagens.

(Crédito: iStock)

Apesar de as câmeras semiprofissionais dos celulares darem conta do recado para fotos mais simples e para pessoas que ainda estão iniciando seus estudos, as câmeras profissionais atualmente também são pensadas para o mundo digital. As fotos são capturadas em formato digital, e as máquinas podem também ser controladas por aplicativos em smartphones, evitando, por exemplo, que você precise pressionar algum botão diretamente no equipamento (ótimo para selfies). A rápida transferência dos dados também é ótima para os fotógrafos profissionais, que trabalham com multiequipamentos: celulares, câmeras e computadores. As câmeras mais atuais conseguem transferir as fotos por meio de bluetooth e Wi-Fi, otimizando o tempo de transferência. 

Um bom fotógrafo também precisa utilizar softwares de edição de imagens, rastreadores de luz e backup de dados. As edições são a magia final da fotografia, aquilo que dará o tratamento definitivo para elas, em que o fotógrafo poderá dar a correção de cores e efeitos que ele deseja para seu projeto. Já os rastreadores de luz (do sol e da lua) podem ser baixados por aplicativos de smartphone, que indicam quais os horários exatos das frequências de luz para que o fotógrafo saiba qual a melhor hora para fotografar; e o backup de dados pode ser feito por aplicativos de armazenamento em nuvem ou mesmo em mídias físicas, como um HD ou cartão de memória. E, como quase tudo está ligado a um smartphone, também é uma boa opção considerar um seguro para celular, para manter, tanto o seu equipamento, quanto os seus dados, protegidos de possíveis casos de furtos e acidentes.