News 2 anos atrás | Redação

Sebastião Salgado na Academia de Belas-Artes da França

Ícone do fotojornalismo brasileiro, Salgado tornou-se o primeiro brasileiro a ingressar na renomada entidade

por Revista FHOX

O anúncio ocorreu ontem no Institut de France. Salgado é o primeiro brasileiro agraciado com essa distinção na Academia Francesa de Belas-Artes. Sem dúvidas, ele é o maior fotógrafo brasileiro vivo e um dos maiores nomes da fotografia mundial. Nascido em Minas Gerais, ele se tornou fotógrafo em 1973 e teve passagens em importantes veículos e agências. Caso da lendária Magnum.

Foi nos anos 1980 que Salgado obteve notoriedade com os livros Outras Américas e depois Trabalhados, Terra e Serra Pelada. O sucesso mundial ocorreu com o livro Êxodos. Nesse trabalho, ele viajou 35 países para mostrar as migrações humanas. O livro Gênesis lançado em 2013 fez grande sucesso tanto aqui quanto lá fora. A exposição brasileira atraiu multidões e passou pelas principais cidades brasileiras. A obra de Salgado foi tema de um documentário que concorreu ao Oscar (Sal da Terra) e que mostra a relação do profissional com a natureza e suas criações na fotografia. Hoje Salgado vive com a esposa na França. Ele e a mulher tiveram de sair do país na época da ditadura. Hoje o casal tem dupla cidadania.

É um enorme privilégio fazer parte dessa concentração de mais de 200 anos de cultura francesa. Sebastião Salgado durante a posse no evento.

>> Sebastião Salgado: a fotografia tem um grande futuro pela frente

Salgado também é membro da Academy of Arts and Sciences dos Estados Unidos. Em 2016 ganhou a medalha da Legião de Honra, a mais prestigiosa da França. A Academia de Belas-Artes francesa conta com 59 membros distribuídos entre oito seções artísticas (entre elas a fotografia). São apenas quatro fotógrafos que integram o seleto clube que reúne outras áreas artísticas como pintura, escultura, arquitetura, gravura, composição musical e audiovisual. Salgado foi eleito para substituir Lucien Clergue, morto em 2014, que foi o primeiro fotógrafo a fazer parte da instituição. Yann Arthus-Bertrand, Bruno Barbey e Jean Gaumy compõe o quadro de fotógrafos da academia. O discurso de boas vindas para Salgado na Academia foi feito por Arthur-Bertrand. O fato é que um enorme orgulho ver um profissional brasileiro obter esse prestígio e reconhecimento mundial. Afinal, é a fotografia brasileira com destaque mundial.

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.