News 2 anos atrás | Redação

Ricoh vai muito mal, Adobe vai muito bem, Flickr com novo dono e outras notícias fotográficas

As últimas novidades de algumas das principais empresas que atuam na fotografia mundial

por Revista FHOX

PENTAX_A_RICOH_COMPANY_logo

A Ricoh está enfrentando a sua maior crise. A marca vai reduzir custos. A divisão de imagens da Ricoh produz impressoras e representa 90% das vendas da marca. A informação apareceu em destaque em um relatório da Nikkei. O novo presidente da marca, YOshinori Yamashita definiu como meta o corte de 100 bilhões de ienes (mais de 900 milhões de dólares). Essa redução deve ocorrer até março de 2020. A fabricante (que também comprou a Pentax e conta com divisão de câmeras) possui 100 mil funcionários no mundo. A Ricoh tem ainda outras marcas no portfólio: Theta 360 graus e Câmera VR. Não existe uma informação oficial de como será toda programação de cortes.

 

verizon_yahoo_flickr

Flickr com novo dono – a Verizon (operadora de telecomunicações nos Estados Unidos) é a nova dona da famosa (e combalida) rede social fotográfica. A notícia foi confirmada oficialmente pela Verizon. O negócio saiu por quase 5 bilhões de dólares. Vale lembrar que o antigo dono era o site Yahoo (que também foi comprado pela Verizon). A nova marca do conglomerado digital foi batizado de Oath e envolve Verizon, AOL e Yahoo. O novo serviço deve envolver as principais marcas dessas empresas com ofertas especiais para assinantes em várias frentes digitais. As marcas combinadas atendem 1 bilhão de consumidores no mundo todo. Tudo indica que a iniciativa vai tentar bater de frente com Facebook e o próprio Google. Por enquanto, nada muda no Flickr. Mesmo a parte de preço para os usuários pagos seguem inalteradas.

 

full-frame-dslr-comparison

O mercado de câmeras segundo a CIPA – As vendas de câmeras digitais estabilizaram e as mirrorless seguem crescendo. A CIPA (Camera and Imaging Products Association) divulgou números que indicam a produção de DSLRs nesse primeiro trimestre de 2017  está no mesmo patamar de 2016. Na verdade, está até um pouco maior. Em volume houve crescimento de 3% no primeiro trimestre e de 12% em valor. Qual o mercado mais aquecido? A Ásia. O continente vendeu mais do que as Américas, Europa e Japão combinados. A categoria que mais cresce é das câmeras sem espelho em termos percentuais, mas em volume ainda representa pouco na base total de câmeras fabricadas.

 

cc-overview-marquee-1440x660

Adobe anuncia receita recorde – A gigante dos softwares divulgou os resultados financeiros. São informações referentes ao segundo trimestre desse ano. A receita dos últimos 3 meses foi de 1.77 bilhão de dólares. O lucro operacional cresceu 46% e o lucro líquido 53%. Tudo em comparação com o mesmo período do ano passado. O CEO da Adobe, Shantanu Narayen, disse que os ótimos resultados estão diretamente relacionados a estratégia digital da marca. Hoje só a Adobe Creative Cloud conta com 9 milhões de assinantes mundiais. Lembra quando a marca vendai programa avulso?

 

Fujifilm-GFX-50S-1-640x419

Fujifilm com bons resultados nas câmeras sem espelho e em outros segmentos – O relatório publicado pela Fujifilm no fim de março. As vendas de câmeras, lentes e o sistema de médio formato GFX. A marca teve expressivos resultados com os modelos X-T2 e X-T20 e lentes intercambiáveis e vendas de GFX50S. A Fujifilm apresentou ótimos resultados não só nas vendas de câmeras digitais sofisticadas, mas também na linha Instax e com avanço na rentabilidade em vários dos segmentos de atuação da empresa. A projeção da receita para o próximo ano fiscal é de crescimento.