News 3 anos atrás | Redação

Projeto de lei proíbe cobrança de ensaios na Fundação Zoobotânica de BH

Para que fosse aprovado o texto necessitava de um quórum de 28 parlamentares, que foi ultrapassado ao receber 35 votos favoráveis, nenhum contrário e nenhuma abstenção

por Revista FHOX

O projeto de lei que proíbe a cobrança na realização de fotos e filmagem nos parques da Fundação Zoobotânica de Belo Horizonte foi aprovado por unanimidade em primeiro turno na Câmara Municipal da capital mineira.

fundaçao-zoobotanica-3Divulgação/Prefeitura de BH

O texto estabelece a proibição de qualquer taxa nos serviços, seja para fins comerciais ou não, decisão em contrário ao decreto municipal de julho de 2015, que determinava a cobrança de R$ 420 a R$ 3 mil para ensaios em áreas como os Jardins Zoológico, Japonês e Botânico, além do Parque Ecológico da Pampulha, todos com agendamento prévio. Na época, a decisão causou polêmica entre profissionais que atuam na cidade.

 Divulgação/Prefeitura de BH

 

O projeto deve ser aprovado em segundo turno pela casa e após encaminhado ao prefeito, que deve sancionar ou vetar o texto.