News 4 semanas atrás | Flávio A. Priori

Prefeitura de Guarulhos retira fotos de exposição “Universo Feminino”

Imagens capturadas pela fotógrafa Janaína Reis foram removidas da mostra

por Revista FHOX

No último domingo, dia 20 de outubro, a prefeitura da cidade de Guarulhos, SP removeu as fotos da artista Janaína Reis, que fazem parte da mostra “Universo Feminino”, promovida pelo coletivo Fotógrafas Guarulhenses, no Centro Municipal de Educação Adamastor. A ordem da remoção partiu do prefeito Gustavo Henric Costa, o Guti, filiado ao PSB.

A exposição reúne o trabalho de 20 fotógrafas, com temáticas diversas. As fotos de Janaína foram tiradas em 2018, em um protesto no Largo da Batata, em São Paulo, contra o então candidato à presidência Jair Bolsonaro. A FHOX conversou com a fotógrafa, que explicou o porquê selecionou esse trabalho para a exposição.

guarulhos

“Quando escolhi essas fotos pensei justamente na importância deste momento da história das mulheres brasileiras. Foi um ato organizado e protagonizado por mulheres contra um candidato que representava o machismo, a misoginia, uma ameaça às mulheres e aos seus direitos. Elas foram pra rua colocar suas narrativas como deve ser em uma democracia. Eu era uma entre muitas fotógrafas que estavam lá e registraram este momento”. Janaína completa, “penso que dentro do universo feminino está também a luta política, a briga por direitos e este momento demonstra isso muito bem.”.

Vale mencionar que até a reação do prefeito, nenhum problema havia sido registrado na exposição. Janaína comenta que, inclusive, o secretário de Cultura Vítor Souza, esteve presente na abertura do evento.

A fotógrafa vê essa atitude como um ato de autoritarismo e um atentado à liberdade de expressão. “Artistas, jornalistas, professores estão sofrendo esse tipo de censura e isso demonstra o quanto este momento da sociedade brasileira é perigoso. Não se consegue conviver com o diferente, dialogar, pelo contrário, a estratégia é atacar e calar. Silenciar”.”

Janaína e o coletivo estão conversando para decidir como irão agir contra a remoção da fotos. Por enquanto, há uma nota oficial, a qual reproduzimos a seguir:

“Sobre a censura das minhas fotos na exposição do coletivo Fotógrafas Guarulhenses.

As fotos que escolhi para expor este ano foram as que fiz durante as manifestações de mulheres em 2018. Universo feminino é algo muito amplo e complexo, dentro dele estão as mulheres que se erguem e lutam contra a tirania, seja ela qual for e de quem for.

Este fato ocorrido é histórico e retrata um momento de luta das mulheres brasileiras, não será retirar fotos de uma exposição que apagará a história. Assim como, não será tal autoritarismo que parará as mulheres, o coletivo e meu trabalho.

Lamentável que um prefeito se informe por vídeos na internet e dê uma ordem cheia de ódio sobre algo que não conhece, se conhecesse saberia que minhas fotos eram apenas um conjunto de sete entre oitenta fotos expostas que tem como objetivo falar do universo feminino e faz isso muito bem, prova disso, são as mensagens carinhosas que recebemos das mulheres que visitam a exposição e se sentem representadas nas fotos que encontram lá.

As mensagens de apoio que recebemos neste momento em que temos nossa expressão artística censurada e a união das mulheres deste coletivo que não se curvam ao autoritarismo são prova, sr. Prefeito, que apesar de você amanhã há de ser outro dia.”

Até o fechamento da matéria, não obtivemos retorno da Prefeitura de Guarulhos sobre o ocorrido.