News 2 anos atrás | Redação

“Para fazer fotografia de rua é preciso estudar”, afirma David Gibson

por Revista FHOX

David Gibson é uma das maiores referências mundiais em fotografia de rua. Durante sua passagem pela Fotografar 2018, ele falou com a FHOX e compartilhou expectativas para sua palestra durante o segundo dia de Congresso.

Foto: Anabel Kovacs

Para ele, fazer fotografia de rua pode parecer fácil, mas ao mesmo é muito difícil, pois é preciso, na maioria das vezes, de sorte. “Mas, há também um lado motivacional dentro dentro dela”, diz.
Autor do livro: “O manual do fotógrafo de rua” , ele contou que a obra é mais voltada para quem está começando. Acha que o manual pode ser bem interessante e proveitoso.
Ele também falou sobre fotógrafos cada vez mais jovens, de grandes metrópoles no mundo, estarem se interessando pelo segmento. “Percebi que cidades como São Paulo (Brasil), Bancoque (Tailândia), Telavive (Israel), estão abraçando cada vez mais a fotografia de rua. A predominância antigamente era em Paris, Nova Iorque, e agora estão surgindo em outros espaços”, conta.

Foto: Anabel Kovacs

Com a ascensão dos smartphones, diversos fotógrafos começaram a usar seus próprios celulares para fotografar as rua, mas Gibson afirma que continua usando câmeras ao fazer suas imagens. “Eu ainda estou me ambientando, e não tenho uma opinião formada a respeito dos smartphones”, explica.
Entre os conselhos que ele deixa para quem está começando a se arriscar na fotografia de rua agora é: “seja obcecado para começar. Se você realmente quer, tem que ser obcecado. Tem que ser focado. E compre livros de fotografia, não é sobre a câmera, é questão de estudar, eu sempre digo isso”.