News 4 anos atrás | Redação

Marca proíbe uso de Photoshop para alterar o corpo de suas modelos

Após iniciativa, Aerie, marca da American Eagle, viu suas vendas aumentarem em 20%

por Revista FHOX

O case foi destaque nos principais sites de notícia e tecnologia do mundo. O fato é que inúmeras marcas agiram de forma parecida quanto ao uso do Photoshop. Foi o caso da Aerie, (American Eagle) que viu suas vendas crescendo por estimular a beleza natural das mulheres.

Os números foram divulgados pela marca dois anos após a proibição de anúncios com imagens de modelos com seus corpos alterados por Photoshop.

“Na indústria de hoje é importante para nós como marca mostrarmos para nossas clientes imagens reais e ajudar a melhorar a autoestima”, disse a CEO da Aerie, Jennifer Foyle.

Outro fator que ajudou: redes sociais. As clientes sentiram-se encorajas a publicar as fotos com os produtos da empresa. Essa divulgação “natural” deu um belo empurrão nas vendas. A empresa lançou a hashtag #AerieREAL em 2014. Graças ao engajamento, e também ao retorno positivo das clientes, a Aerie colhe agora belos frutos da estratégia. Até aqui são 30 mil fotos postadas com a hashtag da campanha direto no Instagram.