News Variedades 2 anos atrás | Diogo Amorim

‘Maratona’ de 1.400 km para participar do TTD

Fotógrafa atravessa fronteira para se atualizar na fotografia de casamento

por Revista FHOX
Estúdio fica na região central de Santa RitaFotos Kerly Rampelatti
Estúdio fica na região central de Santa Rita

estúdio-kerly-2-web

80% dos moradores de Santa Rita, no Paraguai, são brasileiros que foram para lá em busca de terras aráveis. Com uma população de 36 mil habitantes, a cidade é sede da maior exposição agrícola do interior daquele país e cercada de belezas naturais, o que a capacita para o turismo rural.

No setor de serviços, a fotografia está lá. Um dos estúdios é o de Kerly Rampelatti, uma brasiguaia (sua família do Rio Grande do Sul). “Sempre fui apaixonada por fotografia e há dois anos abri estúdio na área central da cidade”, diz. Casamento, gestante, batizado, 15 anos, tudo ela fotografa. “Sou fotógrafa de famílias e destaco que aqui as pessoas valorizam muito o batizado do bebê.” Sua clientela divide-se entre paraguaios, muitos deles colonos, e brasileiros. “É cada vez maior o interesse deles pela fotografia profissional; antes não era assim”, observa.

casamento-2-web

casamento-web

IMG_9401-web

IMG_9754-web

Antenada a tudo que se passa em seu segmento, Kerly se prepara para percorrer 1.400 quilômetros para participar pela primeira vez do Trash The Dress (TTD), em Florianópolis, nos dias 8 e 9 de agosto (ainda há vagas). Seu objetivo é buscar inspiração, ver tendências e se aperfeiçoar tecnicamente. Para o ano que vem está em seus planos visitar a Fotografar em abril.

Para fotos avulsas, Kerly conta com os serviços do laboratório Hival Film, na Ciudad del Este; para encadernados, Jody Cardoso, em Foz do Iguaçu (PR). Seu braço direito no estúdio é a também fotógrafa Jannayna Soares.

Paraguaios valorizam o batizado dos filhos
Paraguaios valorizam o batizado dos filhos

batizado-web

IMG_9663-web

15 anos
15 anos
Jannayna: braço direito da fotógrafa Kerly
Jannayna: braço direito da fotógrafa Kerly