News 6 meses atrás | Redação

Mais um caso: fotógrafa terá que indenizar cliente por perder fotos

A profissional que não teve o nome divulgado foi condenada a pagar ao cliente R$ 3500,00 por danos morais no Distrito Federal

por Revista FHOX

Em 2019 já tínhamos destacado algumas ocorrências em que profissionais foram acionados na justiça por conta de perda de arquivos e até em relação a qualidade das fotos. Nesse caso recente (com informações do Jornal Cidade de Brasília) a fotógrafa foi condenada a indenizar a cliente após perder todas as fotos. Segundo a notícia divulgada ontem, a cliente: contratou os clientes contratou serviços de imagem para registrar os primeiros meses de vida da sua filha, mas não recebeu as fotos. Segundo o autor da ação e pai da criança, foram contratados dois ensaios. O primeiro foi feito antes da bebê completar um mês de vida e o outro aconteceu quatro meses depois. As fotos do primeiro ensaio foram entregues, mas a ré deixou de providenciar os registros do segundo. “Só após nove meses do ocorrido, a fotógrafa confessou ter perdido as fotos”, declarou o requerente. 

Em defesa, a profissional confirmou o extravio das fotos e explicou que os arquivos estavam dentro de um cartão que foi danificado por um vazamento de água em seu estúdio. Por outro lado, contestou o pedido de ressarcimento por danos morais e alegou que o incidente ocorreu por fato alheio à sua vontade. 

Ao analisar o caso, a juíza entendeu que a fotógrafa, ao deixar de providenciar cópias de segurança de seus arquivos, assumiu o risco de perda, em caso de situações eventuais. “Não tenho dúvida de que houve culpa da ré pelo ocorrido, em autêntica situação de falha na prestação do serviço, caracterizando seu inadimplemento e lhe impondo que arque com as perdas e danos do autor, conforme o art. 389 do Código Civil”, declarou a magistrada. 

Comece 2020 no R.U.M.O. certo – Conheça a atividade da ENF que vai ajudar você em seus negócios

Cartões de memória são frágeis e todo o cuidado é pouco.

As alegações do autor foram julgadas procedentes e a fotógrafa foi condenada a pagar ao pai da criança a quantia de R$ 3.500,00 a título de danos morais. Ainda cabe recurso da sentença. 

Embora a fotógrafa possa recorrer, essa situação toda só demonstra a importância no cuidado extremo com os equipamentos e também com os arquivos. Um tipo de ocorrência que gera uma imagem ruim para o mercado e que traz insegurança aos consumidores. O fotógrafo profissional deve dar total segurança aos clientes e demonstrar como trabalha e dar as garantias para que “um acidente” como esse não ocorra.  

Esse conteúdo do blog de fotografia eMania trata de todos os cuidados que são necessários com os cartões de memória. No fim, essas obras digitais são os itens mais valiosos que um fotógrafo deve cuidar.  

APOIE O MELHOR CONTEÚDO!
A MISSÃO DA FHOX SEGUE A MESMA FAZ 30 ANOS. NOSSO OBJETIVO É LEVAR INFORMAÇÃO ÚTIL E DE QUALIDADE PARA AJUDAR OS LEITORES QUE ATUAM E APRECIAM A FOTOGRAFIA. A FHOX É MUITO MAIS DO QUE UMA REVISTA, TRATA-SE DE UMA PLATAFORMA INTEGRADA QUE OFERECE CONTEÚDOS EM DIFERENTES CANAIS (SITE, IMPRESSO, EVENTOS, VÍDEOS E PODCAST). UMA CENTRAL DE INTELIGÊNCIA DE MERCADO PARA FOMENTAR AS MELHORES PRÁTICAS E NEGÓCIOS DA FOTOGRAFIA. ASSINE A FHOX! E NOS AJUDE A CONTINUAR CRIANDO MELHOR INFORMAÇÃO PARA VOCÊ