Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!

Jogo infinito: o ciclo de produto apoiado pela causa justa

No conceito do jogo infinito o que rege um negócio é uma causa justa. Para fotógrafos e empreendedores da imagem investir nisso também vai fazer a diferença no caso dos produtos

Recentemente abordei o conceito do livro “Jogo Infinito” e como essa ótica faz muito sentido para negócios. Jogo infinito aborda o oposto dos jogos finitos. Uma partida de um esporte é um jogo finito. Com regras conhecidas, jogadores conhecidos e começo, meio e fim. Na vida e nos negócios é infinito. Ou seja, você não sabe quem são todos os jogadores, quais as regras do jogo (elas mudam o tempo todo) e não tem um fim definido. Logo, encarar como algo que não termina faz a gente ter uma visão distinta. O que o livro de Simon Sinek nos mostra é que as marcas e referências de qualquer área atuam dessa forma. Não pensam em ser o número 1 (até porque isso é uma posição questionável e dinâmica). Na verdade, você está ou na frente mais atrasado em relação a uma posição de mercado. Resumindo: o que vai fazer diferença é ser movido por uma causa após entender que no jogo de viver da fotografia não existe uma linha de chegada. A questão é: qual é a sua causa justa? Recentemente escrevi sobre uma empreendedora que criou o primeiro estúdio com foco em sustentabilidade do Brasil. Existe uma causa justa bem definida. Ela quer transformar as sessões fotográficas em um ato maior. Cada sessão gera uma compensação ecológica. Lorena Zapata é mãe e fotógrafa e acredita que deve deixar um mundo melhor para os filhos dos clientes e para as crianças dela.

O que isso tem a ver com produtos e marketing? tanto o jogo infinito quanto o exemplo de Lorena tem tudo conectado com isso. Se a causa dela é a preocupação de um mundo melhor que não agrida a natureza então até o tipo de produto que ela vende terá foco nesse sentido (é papel fotográfico ou gráfico que agride menos). No caso dela é papel gráfico e está coerente com esse propósito. A divulgação feita por ela em um vídeo emocionante mostra no que ele acredita e o que a motivou nesses aspectos.

Nossos objetivos, causas e estratégias devem e podem mudar de tempos em tempos. Se o jogo é sem fim, então é natural que nos ajustemos. Isso vale para marketing e produtos. Aliás, nem produtos duram para sempre. É por isso que marcas lançam novidades de tempos em tempos em novas linhas, itens e serviços. Temos que renovar e nos reposicionarmos com esses lançamentos. Conceito simples do marketing que envolve o ciclo dos produtos. Se você nem tem produto isso é bom porque pode partir do zero. Se você já tem e é com a mesma cara de sempre isso é ruim e você deve olhar para as possibilidades de renovar o quanto antes. Se você sabe desse ciclo já deve inclusive estar pensando nas novidades que quer lançar. No jogo infinito da fotografia temos que buscar a renovação sempre. Isso afasta concorrentes, nos tira da guerra de preços e acaba como uma exercício criativo estimulante até para a nossa fotografia. Espero que você pratique isso.

Se precisar de ajuda com essa questões participe da próxima turma ao vivo do Foto+Produto. Dias 26 e 27 de maio. Saiba mais aqui: Foto+Produto ao vivo – A importância do produto para seu negócio de fotografia – Sympla