Apoie a FHOX Impressa e garanta recompensas incríveis!


Fotógrafo flagrou assassino de embaixador russo após disparos

Burhan Ozbilici, fotógrafo da agência Associated Press, estava presente no momento do assassinato do embaixador da Rússia, Andrei Karlov, em Ancara e fotografou o assassino logo após os disparos.

[media-credit name=”Burhan Ozbilici” align=”aligncenter” width=”615″]russo2[/media-credit]

Em entrevista ao Sputinik, Ozbilici contou que o ataque ocorreu na abertura da exposição “De Kaliningrado a Kamchatka pelos olhos de viajantes” que ele decidiu visitar porque o evento acontecia no caminho para sua casa.

Conforme o relato do fotógrafo, inicialmente estava tudo tranquilho, mas que quando um homem usando paletó preto e gravata entrou e sacou uma pistola. “Fiquei chocado e pensei que fosse uma espécie de encenação, mas na verdade foi um assassinato planejado diante dos meus olhos e em frente aos meus amigos que, assustados, se arrastavam e tentavam se esconder depois de um homem de cabelo curto ter morto a tiros, o embaixador russo”, relata o fotógrafo.

[media-credit name=”Burhan Ozbilici” align=”aligncenter” width=”615″]russo3[/media-credit]

De acordo com Ozbilici, pelo menos oito disparos aconteceram na galeria de arte onde se realizava a abertura da exposição. “Apesar de assustado e confuso, me escondi atrás de uma parede e passei a fazer meu trabalho: comecei tirando fotos”, diz Ozbilici, que chegou ao evento quando Andrei Karlov discursava.

O fotógrafo conta que o embaixador falava baixo e contava sobre o amor que sentia por sua pátria, e que Andrei Karlov lhe parecia tranquilo e modesto. Em seguida, o assassino atirou várias vezes, causando o pânico.

[media-credit name=”Burhan Ozbilici” align=”aligncenter” width=”615″]russo1[/media-credit]

“Quando voltei ao meu escritório para editar as fotos, fiquei chocado ao ver que o atirador estava logo atrás do embaixador durante o seu discurso, como se fosse um amigo ou guarda-costas”, descreve o fotógrafo.

[media-credit name=”Burhan Ozbilici” align=”aligncenter” width=”615″]russo4[/media-credit]

Em 19 de dezembro o Ministério das Relações Exteriores da Rússia confirmou que Karlov foi morto por um atirador na abertura de uma exposição fotográfica em uma galeria de arte na capital da Turquia, Ancara. Outras três pessoas ficaram feridas no ataque. O assassino, Mevlut Mert Altintas, foi morto pela polícia.