News 2 anos atrás | Redação

Fotógrafo cria câmera de barro para registrar trabalho de oleiros

No método, conhecido como pinhole, a câmera fotográfica usa apenas um furo para deixar a luz entrar na caixa, sem lente

por Revista FHOX

pinholeO fotógrafo Marcos Campos realizou um projeto para registrar as olarias em São José, na Grande Florianópolis. Se inspirando nos locais retratados, que produzem objetos de barro e argila, ele criou uma câmera fotográfica de barro, objeto que é como uma câmara escura e usa a técnica pinhole.

“Não tenho a técnica de trabalhar a argila como o oleiro, então acaba tendo imperfeições e trazendo uma singularidade gigante para a foto”, disse Campos. Na primeira foto feita pelo instrumento, foi registrada a fachada da única Escola de Oleiros da América Latina, que fica em São José.

oleiros

Outras invenções

Nos 10 anos de profissão, Marcos também, criou outros tipos de câmera. “Eu comecei brincando com uma câmera de caixa de fósforo, com filme 135. Logo depois eu vi que uma lata de sardinha caberia perfeitamente um filme dentro e daí vem origami, latinhas”, conta o fotógrafo.

O trabalho dele com a técnica pinhole também já foi reconhecido em algumas publicações internacionais. “Uma das fotos foi feita no Pântano do Sul [Florianópolis], com uma lata de sardinha, com dois segundos de exposição, de sol”, explica o profissional.