News 2 semanas atrás | Redação

Fotografias raras de voos espaciais e missões lunares da Nasa foram a leilão

Imagens mostram registros históricos, como o primeiro autorretrato feito fora da Terra

por Revista FHOX
(Crédito: Christie’s)

A ida do homem à lua foi um momento histórico que impactou de maneira profunda a humanidade e transformou o rumo das discussões acerca do futuro dos seres humanos. As imagens decorrentes dos primeiros programas de voos espaciais e das missões lunares permearam os olhos de telespectadores e amantes do universo durante muito tempo, e hoje são consideradas um registro valioso de um período tão importante.

Em novembro de 2020, 2.400 fotos raras da NASA foram colocadas à venda em um leilão online organizado pela Christie’s, importante empresa de arte. A coleção de registros inédita conta com várias imagens que vão desde os programas de voos espaciais Mercury e Gemini até as missões lunares Apollo. Entre elas estão algumas fotografias famosas, como “Blue Marble”, a primeira imagem nítida de uma face iluminada da Terra, o primeiro autorretrato feito fora da Terra pelo astronauta Buzz Aldrin da NASA e até a cachorrinha Laika, antes de ser lançada em órbita na missão Sputnik 2.

(Crédito: Christie’s)
(Crédito: Christie’s)
(Crédito: Christie’s)

O conjunto de fotos raras e originais recebeu o nome de “Viagem para outro mundo: a coleção de fotografias Victor Martin-Malburet”, e foi reunido ao longo de 15 anos por Martin-Malburet. Segundo comunicado à imprensa, as imagens fazem parte “da era de ouro da exploração espacial quando a NASA e seus fotógrafos astronautas capturaram as primeiras incursões no espaço e na superfície de outro mundo”. A coleção conta com registros exclusivos e que foram guardados cuidadosamente, como a única fotografia de Neil Armstrong na lua, ao lado de uma bandeira americana, tirada por Aldrin durante a missão Apollo 11, em 1969.

(Crédito: Christie’s)

O valor mais alto pago por uma imagem no leilão foi de £ 56.250 (R$ 422.407), oferecido por uma fotografia em grande formato de Buzz Aldrin, com o fotógrafo e o Módulo Lunar refletidos em seu visor banhado a ouro. Já a imagem arrematada pelo menor valor foi o registro noturno feito em 1965 do Centro Espacial Lyndon B. Johnson (antigo Centro de Espaçonaves Tripuladas), em Houston, por £ 250 (R$ 1.875). O leilão aconteceu entre 6 e 20 de novembro, e arrecadou o total de £ 1.564.875 (R$ 11.745.458).

(Crédito: Christie’s)

A coleção é extensa e emociona os amantes de viagens espaciais. É possível ter acesso às imagens que foram leiloadas na página do evento, o que permite um vislumbre mais próximo de como foram essas viagens tão importantes para a história.