News 2 semanas atrás | Redação

O que esperar do décimo fórum de formaturas

Num momento crucial do setor, com surgimento da sua associação, o evento de 2019 celebra 10 anos e deve ser o mais importante da sua história

por Revista FHOX

Se você trabalha com formaturas, seja como fornecedor para o setor, realizando eventos ou
fotografando, provavelmente já esteve no Fórum, ou já ouviu falar dele.

Ideia fomentada há uma década pelo fundador da FHOX, Carlos Dreher, o Fórum de Formaturas já teve de tudo um pouco: brigas acaloradas, arranca rabos homéricos, discussões intensas, palestras intermináveis, jabás incontroláveis, muita confusão entre a função de um Fórum e o limite de vender
o peixe para quem está no palco.

Fogueira de vaidades, interesses escusos, egos inflados e, principalmente, muita informação
relevante. “Lembro bem de uma edição em que fui a convite do Carlos, para um debate sobre fotografia escolar. Eram os primeiros anos do Fórum, segunda ou terceira edição. Eu trabalhava na PhotoAlbum Universal, e achei que iam bater nele. Ficaram revoltados com um tema que, segundo alguns, não era sobre formatura”, lembra Juliana Oliveira, que depois trabalhou na FHOX e recentemente trocou de ares, indo atuar na Zangraf.

Confira a live especial sobre o Fórum de Formaturas e a chegada da ABEFORM, realizada em dezembro de 2018:

Fórum de Formaturas + a chegada da ABEFORM

Posted by Feira Fotografar on Tuesday, December 18, 2018

 

Hoje fotografia escolar é uma alternativa de ampliação de mix interessante para quem atua em formaturas e vê um mercado cada vez mais desafiador. Naquela época a ira da plateia, chegou a suscitar em Carlos o desejo de não fazer mais o Fórum.

No início, fazê-lo era um exercício de futurologia, já que nunca se sabia exatamente quem iria realmente aparecer para debater ou palestrar e se iria dizer o que havia se proposto a falar.

Num determinado ano, tentou-se a formação de um conselho, porém, o esforço não resistiu a segunda reunião. “Sempre houve o problema das pessoas não quererem falar”, conta Helia Regina Sinibaldi, ex-jornalista da FHOX, que ajudou a formar a pauta em inúmeras edições. A boa notícia é que uma década depois, tudo isso mudou.

fórum de formaturas
Foto: Andreyna Brito

Não há um só motivo específico. Mas provavelmente um apanhado de razões. O mercado está mais pulverizado, vive uma crise aguda oriunda de práticas nocivas. Novas lideranças arejam o setor e tem mentalidade mais aberta à troca e ao network.

A modernização da gestão no ambiente de formaturas não é luxo e sim uma questão de sobrevivência. Ao final, todos estão mais abertos à troca de experiências e o Fórum de 2018 mostrou isso, inclusive abrindo os trabalhos para que finalmente ganhe corpo uma Associação do segmento.

E é exatamente nesse ponto que a edição 2019 do Fórum, que celebra 10 anos, ganha uma razão
a mais para ser especial: um ano depois de botar o tema em pauta, o próprio setor conseguiu se organizar para estar com estatuto aprovado, diretoria provisória operacional e realizar sua primeira eleição para escolha da sua primeira diretoria efetiva.

Tudo isso vai acontecer na quarta-feira, dia 3 de abril, logo após o encerramento do segundo dia do Fórum, fechando, assim, a décima edição do evento.

Registro do 9º Fórum de Formaturas que aconteceu em abril de 2018 certamente será um momento histórico e será precedido por uma pauta muito forte e antenada com as principais questões do
mercado de formaturas atual. O próprio trabalho de criação da ABEFORM, com o surgimento
dos grupos de WhatsApp facilitou muito a construção da grade.

Esse ano o Fórum irá abordar o futuro do ramo, a questão tributária, o direito autoral,a economia na gestão Paulo Guedes, o pagar ou não pagar cachê, o contraponto entre quem faz foto, quem faz festa, o cerimonialista e a questão do baile versus a colação de grau.

A visão de um reitor e a de uma comissão de formaturas, bem como temas que vão da importância do branding, a força do vídeo, das novas tecnologias à possibilidade de agregar valor com realidade aumentada. Todos estes temas estarão presentes, assim como a grande vedete em termos de polêmica: a venda de álbuns através de plataformas digitais.

Os nomes que estarão debatendo e palestrando são grandes feras em seus setores, a grande maioria professores, que estão habituados a dar aulas. A programação pode ser conferida no site do evento.

“É, sem dúvida nenhuma, a mais madura edição do Fórum, a mais abrangente em termos de pauta e a que mais ouviu diferentes pessoas que estão no campo do mercado fazendo o dia a dia dele”, afirma Mozart Mesquita, da FHOX. “Essa é aquela edição que não dá para faltar de jeito nenhum”,
enfatiza.