Natureza News 1 ano atrás | Diogo Amorim

Em defesa de elefantes e outros animais selvagens

Brasileira, radicada na Alemanha, abraça a causa de animais que vivem em situações de risco

por Revista FHOX

A vila Ban The Klang não é exatamente um paraíso para elefantes, apesar de a localidade, em Surin, ser considerada lar de muitos deles na Tailândia. Sem trabalho e renda, seus habitantes costumavam até recentemente a capturar e treinar esses animais para servirem a circos, passeios turísticos, etc. Mas esse cenário está mudando com o Projeto Surin, uma organização local sem fins lucrativos, que desenvolve programas de educação ambiental a fim de melhorar a qualidade de vida dos elefantes cativos, gerando assim emprego.

Interessada na vida selvagem, a bióloga Déa Starlling foi para lá no ano passado a fim de documentar o projeto. Ela – que trabalhou alguns anos tratando de animais selvagens vítimas do tráfico no Brasil – decidiu se dedicar à fotografia de natureza. A troca de profissão foi acompanhada ainda de cidade: de São Paulo foi morar em Stuttgart, Alemanha.

“É mais fácil me basear aqui em termos de logística”, justifica. Hoje ela colabora para as revistas de fotografia da natureza Wild Planet Photo Magazine e Wild Life Photography World Magazine, dois títulos londrinos. Totalmente ambientada à sociedade alemã, Déa conta que no início chegou a fazer ensaios pet. “Mas não é um tipo de fotografia que agrade aos alemães em geral”, comenta.