News 3 anos atrás | Redação

Confira mais sobre ” A Estrela”, revista produzida por detentos da Apac

São 32 páginas repletas de histórias e imagens que só quem está dentro do sistema carcerário é capaz de contar

por Revista FHOX
EquipeEstrela2Divulgação/A Estrela

Produzida por detentos, a revista “A Estrela” busca responder o que pensam e desejam os mais de 700 mil homens e mulheres privados de liberdade no Brasil. A edição piloto do projeto, realizada em dezembro de 2014, rendeu frutos e o lançamento da segunda edição da revista está marcado para o próximo dia 23 de setembro, na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de São João Del Rei, em Minas Gerais. O evento ocorre a partir da 19 horas e será aberto a interessados.

A partir de aulas de jornalismo e fotografia realizadas no último mês de agosto, 24 detentos da Apac mineira produziram a nova edição da Estrela, que conta com pautas que transporte os leitores à realidade de uma unidade prisional, além de levantarem temas como o tratamento preconceituoso de parcela da imprensa à população negra e pobre; e ainda fazer uma inversão de papéis inédita: um dos detentos teve a oportunidade de fazer uma longa entrevista ping-pong com o juiz que o condenou.

essa tbmDivulgação/A Estrela

Além da revista, os recuperandos realizaram o curta-metragam de ficção “Cinco salários e um destino”, que será exibido no evento de lançamento da Estrela. Com duração de 20 minutos, o vídeo simula um juri de homicídio com a participação de vários detentos nos papéis de policiais, advogados, réu, promotores e juiz. O roteiro e direção são assinados pelos detentos Jefferson Cristiano e Geovanni Oliveira.

Durante o curso, os 24 detentos participaram de aulas teóricas sobre técnicas e conceitos da comunicação profissional – textos, fotos, vídeos, edição -, práticas monitoradas, discussão de pautas e produziram conteúdo dentro e fora das unidades prisionais. A Estrela tem funções informativas e artísticas, além de ser um canal de expressão dos detentos. O trabalho é parte do Projeto VOZ, que reúne uma série de iniciativas voltadas à discussão de assuntos relacionados ao sistema carcerário.

O projeto, idealizado pela jornalista Natália Martino e pelo fotógrafo Leo Drumond, foi viabilizado por meio de recursos do Rumos Itaú Cultural e conta com o apoio da Nikon. Até 2017 serão publicadas mais três edições da revista.

essaDivulgação/A Estrela