Conheça o Mercado FHOX! O marketplace especializado no mercado de fotografia e imagem!


Como usar o fotolivro para além do uso familiar

Crédito: iStock

O fotolivro pode ser utilizado como portfólio de trabalho para diversos profissionais liberais e até mesmo para empresas

Com a variedade de celulares e câmeras digitais disponíveis por aí, e a facilidade de armazenamento em nuvem ou publicação online, ficou cada vez mais difícil imprimir fotografias, e o álbum fotográfico, como se conhecia antigamente, tornou-se obsoleto. Todavia, se você ainda é uma amante da fotografia tradicional, e sente falta de ter suas imagens prediletas em mãos, existe uma alternativa que está ganhando espaço no mercado brasileiro: o fotolivro.

O fotolivro é uma publicação que reúne fotografias e as imprime em formato de livro ou revista. Diferentemente das fotografias impressas em produtos químicos, que se desmancham com umidade e se perdem, os fotolivros são mais resistentes e duráveis, pois os materiais utilizados em sua produção são diversos em espessura, formato e gramatura, sendo mais maleáveis e podendo receber, inclusive, uma laminação.

Outra principal diferença entre o álbum comum e o fotolivro é que ele é personalizado. Além de escolher as imagens que irão compor o seu produto, a pessoa também pode ilustrar, colocar fundos divertidos, fazer em formato de scrapbook ou mesmo como um livro de fotografias mais profissional, em estilo galeria. Existem vários tipos de fotolivros, como os panorâmicos, os fotolivros clássicos e em formato de revista ou brochura grampeada.

No Brasil, o fotolivro chegou como uma substituição aos álbuns de fotografias tradicionais para famílias. Todavia, ele não precisa se limitar ao ramo doméstico ou privativo de famílias. Pode, também, ser utilizado como portfólio de trabalho para diversos profissionais ou mesmo para empresas.

Fotógrafos podem usar como portfólio, mas também como uma compilação para um trabalho de investigação ou de imagens marcantes que você gostaria de publicar. Fotografias do cotidiano, de guerras, de manifestações, de festas, etc. Outro profissional que pode e deve usar o fotolivro como registro e publicização do seu trabalho são os ilustradores, que podem reunir e apresentar as suas criações de forma criativa.

Mas não apenas profissionais liberais podem se utilizar do fotolivro. Empresas também podem encomendar fotolivros para guardar como recordação os diversos momentos da empresa. Quando iniciou o empreendimento; quando fez aquele empréstimo pessoal e conseguiu comprar o primeiro escritório; quando reuniu os funcionários em uma confraternização; quando mudou o local da sua empresa ou abriu uma filial; premiações e distinções… Que tal deixar alguns fotolivros em formato de brochura na sala de espera dos clientes? Passa uma sensação de intimidade saber um pouco mais sobre a história do lugar em que será atendido.

Enfim, existem diversas maneiras para você se expressar por meio de um fotolivro, e o melhor é que ele te permite fazer tudo. Busque uma empresa especializada ou faça você mesmo o seu. O importante é que você vai manter aquelas recordações especiais mais próximas a você.