Apoie a FHOX Impressa e garanta recompensas incríveis!


Canon anuncia o fechamento da fábrica brasileira de câmeras

Notícia foi confirmada ontem (2) em primeira mão pelo site Tecnoblog. Venda de câmeras e outros produtos segue inalterada no país

Segundo a publicação do Tecnoblog, a Canon decidiu encerrar a linha de produção da fábrica na Zona Franca de Manaus. Veja as informações divulgadas pelo site sobre o assunto:

Canon fecha fábrica brasileira de câmeras na Zona Franca de Manaus | Brasil | Tecnoblog

Após 10 anos de funcionamento, fábrica da Canon em Manaus fecha por “dificuldade de visualização de estratégia a longo prazo”

A Canon decidiu encerrar a linha de produção de sua fábrica na Zona Franca de Manaus. A fabricante de câmeras e acessórios de fotografia confirmou o fechamento nesta quarta-feira (2), em nota ao Tecnoblog. A empresa afirmou ainda que não deve encerrar suas operações no Brasil, continuando a vender câmeras e outros produtos no país.

Canon fecha fábrica após quase 10 anos de atividades

“Informamos que o fechamento da fábrica [em Manaus] não afetará nenhum serviço ou estratégias de venda da multinacional. É uma decisão tomada pela Canon Japão que respondia pela fábrica”, diz um trecho da nota enviada ao Tecnoblog.

Em 2012, a multinacional japonesa inaugurou sua fábrica na Zona Franca de Manaus como uma nova e decisiva etapa para aumentar as vendas de câmeras e acessórios em mercados emergentes – o Brasil era o quarto maior mercado da Canon no mundo, atrás de EUA, China e Japão. Foi algo inédito: a primeira linha de produção da empresa fora da Ásia.

A abertura da fábrica custou à Canon 110 milhões de ienes (na época, o equivalente à R$ 2,78 milhões). A unidade tinha 1,8 mil metros quadrados e inaugurou com 60 funcionários. A empresa ainda precisou abrir uma filial para dar apoio ao lançamento no Brasil: a Canon Indústria de Manaus Ltda., com capital de giro de 210 milhões de ienes (cerca de R$ 5,32 milhões).

Canon Japão vê “dificuldade em estratégia a longo prazo”

Quase 9 anos depois, a Canon Japão decidiu fechar a fábrica em meio às dificuldades provocadas pela pandemia de COVID-19. A empresa afirmou ao Tecnoblog que o momento “dificulta a visualização de uma estratégia a longo prazo”.

Contudo, a fabricante japonesa disse que não deve encerrar completamente atividades no Brasil e reafirmou compromisso com o consumidor brasileiro. “Sendo assim, a Canon continua em plena atividade no Brasil, oferecendo seus produtos fotográficos, de impressão e imagem por sua loja virtual ou por sua equipe de campo. Além disso, nada altera nas áreas de atendimento ao cliente, garantia dos produtos e assistência técnica da Canon do Brasil” diz a empresa em nota. – Informações da matéria da Tecnoblog.

Vale ressaltar que a Canon disse claramente que o modelo de negócio no Brasil não vai sofrer mudanças. Inclusive quanto ao lançamentos de equipamentos e novas linhas por aqui. A fabricante não disse quais os possíveis impactos quanto aos preços das câmeras nessa nova fase. A fábrica produzia os modelos de entrada (DSLRs) T7 e T7+ da linha EOS Rebel.

Foco nas mirrorless e no mercado premium – Decisão só confirma a mudança estratégica. É visível que o sistema mirrorless será dominante daqui para frente e esses equipamentos já chegavam no Brasil via importação. Outro ponto importante: as estratégias dos fabricantes já se mostrava clara de uma tendência no enfoque em modelos premium e mirrorless mais sofisticados. Outro ponto que merece destaque é que a Canon teve bons resultados nos últimos dados financeiros com a venda de impressoras. Uma das as fortalezas da fabricante é o fato de atuar com força na área de impressão em diversas frentes.