News 2 anos atrás | Leo Saldanha

B&H Photo vai pagar 3.2 milhões de dólares em processo de discriminação racial

Caso envolve assédio e desigualdade nas condições de trabalho

por Revista FHOX

B&H

A ação federal foi movida em 2016 pelo Departamento de Trabalho dos Estados Unidos. A alegação é de que a B&H Photo discriminou e assediou trabalhadores da empresa. Negros, asiáticos, hispânicos e mulheres estariam entre os grupos discriminados. A ação envolveu acusação de salário abaixo da média e sem promoção para pessoas em cargos similares e a obrigação de usar um banheiro diferente do que outros funcionários.

follow-friday-bh-photo-1-602x402

O processo diz que a empresa submeteu os trabalhadores a assédio frequente. B&H Photo pagará a ação e salários atrasados para mais de 1300 indivíduos. A marca concordou em fazer treinamentos frequentes com a gerência para prevenir assédio em situações de trabalho futuras. Sobretudo no armazéns da empresa em Brooklyn Navy Yard e Nova Jersey. São mais de 330 mil itens disponíveis no inventário da B&H Photo. Em 2009 a marca pagou mais de 4 milhões em uma ação semelhante.

Fundada em 1973, a B&H Photo é referência mundial na venda de equipamentos de foto e vídeo. Diariamente são de 5 mil visitantes diários na superloja (de 6500 m²) de Nova York. A empresa conta com 2 mil funcionários. O site recebe 12 milhões de visitantes por mês.