News 3 meses atrás | Flávio A. Priori

Um velho arcade japonês da Sega abandonado pela radiação

Holandês se arrisca em zona perigosa de Fukushima e registra antiga casa de jogos

por Revista FHOX

Algumas pessoas se expõem a grandes perigos para registraram boas imagens. Uma delas certamente se chama Bob Thissen. O holandês foi até a cidade de Fukushima, no Japão, e registrou uma velha casa de arcades da Sega, abandonada após incidente com a usina nuclear da região.

Sega

Em março de 2011 um tsunami atingiu a costa japonesa, causando estragos imensos. Dentro de toda a destruição causada, o pior aconteceu com a usina nuclear da cidade de Fukushima. Houve um vazamento de enormes proporções de material radioativo, contaminando uma grande área. Cerca de 160 mil pessoas foram removidas da região por conta dos riscos. Até hoje a chamada de ‘Zona Vermelha’ é fechada pela polícia, e qualquer pessoa é impedida de entrar lá, devido ao perigo da radiação ainda presente.

É ai que entra Bob Thissen, que conseguiu furar o bloqueio e entrou dentro de uma casa de jogos da Sega dentro da zona proibida. E o cenário encontrado por ele foi até um pouco surpreendente.

Sega

Muitos dos equipamentos ainda estão relativamente inteiros apesar da sujeira — poeira radioativa, diga-se de passagem. Muitos aparelhos ligados em baterias e pilhas ainda funcionam o que, de certa forma, dá um ar melancólico. Bob acredita que o respeito as leis do povo japonês mais o perigo da radiação resultou nesse lugar praticamente intocado.

Em um vídeo feito por Bob ele diz: “O barulho dentro de uma casa Sega é incrível, diferentes tipos de sons de cada arcade, e muitas luzes e visuais vibrantes para atrair pessoas. Jogadores eram todos absorvidos pelos jogos.”

“É estranho encontrar um lugar tão vibrante totalmente silencioso e sóbrio. Sem luzes, sem som. Enquanto eu andava por lá, eu ainda ouvida alguns bichos de pelúcia dizendo ‘Eu te amo’.”