Conheça o ImageCon - Conferência do Imaginário

A fotografia como negócio: a tal da venda de experiências

Jargão do diferencial para qualquer negócio, a experiência é de fato importante, especialmente em tempos de pandemia

Antes da pandemia a palavra experiência já era presença no discurso de todos. Inclusive na fotografia. Agora, com a pandemia, ficou mais evidente a necessidade de vender vivências.

No último post aqui falei de preço e de como as gerações mais novas buscam experiências no lugar de coisas. Querem consumir viagens, passeios, etc. Enfim, querem consumir vivendo as coisas. Nesse ponto a fotografia leva vantagem. Quase sempre envolve um ato desse tipo. Exemplo: sair para uma sessão fotográfica externa. Ou entrar em uma loja para imprimir fotos. A questão nesses dois casos é: o que vou experimentar será memorável ou ruim?

Então o nível de percepção das pessoas que consomem é bem importante. Como eu vejo aquilo que estou vivenciando na hora e como vou me lembrar depois. Saltamos para a pandemia e sair não é rotina tão simples. Envolve (teoricamente) protocolos e ansiedade. Será que a fotografia vai me ajudar a esquecer dos meus problemas? será que estarei seguro? será que vou curtir essa experiência?

brinquedo de plástico branco e azul em tecido de bolinhas azul e branco

Compartilhar sempre – Parar para uma selfie em um ponto turístico é um micro-momento. Quero ter essa memória. Quero celebrar aquela cena. Pode ser só algo banal. Pode ser divertido ou só uma vivência qualquer. Seja como for, difícil é não compartilhar aquela situação nas redes sociais. O fato é que situações boas, rotineiras e ruins podem ser compartilhadas. Logo, nem mesmo esse ato de publicar virou algo tão especial assim…agora compartilhar algo marcando a marca/pessoa que me atendeu e recomendando pode ser sim uma bela propaganda. Nesse ponto quero destacar que tudo ficou compartilhável e as próprias marcas apelam para isso. De restaurantes criando pratos instagramáveis até museus querendo que as pessoas compartilhem, marquem e divulguem. Quais motivos vão levar pessoas para consumirem fotografia nesse momento de pandemia? Melhor que seja especial…

A combinação da experiência do serviço com o produto também é possível. Tive um momento marcante com minha família em um ensaio e o fotógrafo estava lá. Foram 60 minutos de prazer, interação e escape. Puxa, tive um instante de sossego com minha família. Que bom que fiz e vivi isso. E foi tudo graças à fotografia. O mesmo vale para a experiência de imprimir na loja ou no site. E aqui cabe citar que existe a jornada da pessoa no Instagram/site/WhatsApp. Não deixa de ser uma ação de experimentar aquele serviço até fechar a compra. Tem gente que fica com raiva da experiência de adquirir algo em um site e não volta mais. Nossa, é muito ruim a experiência de navegar nesse site. Digamos que tudo foi bem e recebi o produto. Talvez a entrega veio detonada, atrasada ou sem corresponder ao trabalho. Volto ao começo dessa parágrafo. A sessão foi ótima, mas o álbum está horrível. Não veio embalagem, não tem qualidade…tem algo de errado com as cores. Poxa, a experiência naquele dia foi marcante, já o produto.

Unboxing é vídeo que bomba no YouTube. A pessoa abre o produto que tanto esperava, uma sensação de satisfação para quem desembrulha e para quem assiste. A experiência não poderia ser ilustrada da melhor maneira.

Eu peco nas minhas questões uma coisa e outra. Tenho certeza que você também. Seja no atendimento, na entrega ou outros fatores. Fazer essa leitura e pensar o que você pode oferecer em todas as etapas como vivência de alto nível vai fazer a diferença. Sei que o momento é duro e estamos esgotados. Talvez justamente por isso tomar algum cuidado nesse sentido e realinhar os esforços. O que quero dizer é que tudo envolve esse ato que envolve a relação fotografia como negócio para as pessoas. E sim, você pode não fazer nada disso e nem pensar no assunto. E se o coleguinha do lado pensar? você sempre pode reduzir o valor cobrado. Preço é marketing lembra?

No dia 3 de maio farei um AULÃO de marketing para fotógrafos. Chance para você mergulhar no assunto e com várias vantagens. Saiba mais aqui: https://www.sympla.com.br/a-fotografia-como-negocio—marketing-basico-para-fotografos

Se preço é um problema sugiro você conferir o ImagePrice – Curso + APP – ImagePrice: preço do jeito certo para fotógrafos – Leo Saldanha – aprenda uma nova habilidade – Cursos Online e Serviços de Assinatura | Hotmart