News 2 meses atrás | Leo Saldanha

A força do TikTok

Aplicativo chinês é um dos mais baixados do mundo e cresce também no Brasil

por Revista FHOX

O TikTok avança com rapidez entre as camadas mais jovens da população. Algo que remete aos primórdios do Instagram e do Snapchat. Na prática isso representa uma indicação de futuro. Pois são os jovens que costumam ditar tendências que depois são seguidas pelas outras gerações. Mais do que isso, as marcas querem atuar próximas desse público.

Uma matéria recente da FORBES indica a força da plataforma. O fato é que essa popularidade tem vários fatores. Rapidez, foco em vídeo, diversão e música combinada com imagens. Enfim, um canal multimídia com forte apelo para a geração Z e os mais jovens em geral. Marcas importantes e até canais de notícia e celebridades já estão usando o espaço para promover seus produtos e serviços.

Segundo a matéria da FORBES dois pontos merecem destaque. Primeiro quanto aos números:

TikTok bateu 1,65 bilhão de downloads na App Store e na Google Play Store. Se tornando assim o terceiro app mais baixado do mundo na categoria “não jogos”, segundo relatório da SensorTower Analytics. Essa colocação o deixou à frente do Face e do Insta, ficando abaixo apenas de WhatsApp e Messenger.

E segundo pelo lado histórico de quebrar a hegemonia norte-americana das redes sociais: 

Não é pouca coisa. Pois é a primeira plataforma chinesa a atingir tal nível de relevância global e o único aplicativo entre os cinco mais baixados do mundo que não pertence ao conglomerado de Mark Zuckerberg. Como resposta ao surgimento do novo protagonista, o Facebook lançou no ano passado o app Lasso, e o Instagram adicionou o recurso Cenas, ambos com um funcionamento bem parecido com o da rede social chinesa.

A FHOX já abordou a força da rede social em outras matérias. A mais recente foi essa sobre um fotógrafo que bombou criando vídeos e ganhando dinheiro inclusive com a ferramenta.

Já em outra publicação mostramos o avanço no ano passado do app em comparação com Instagram e Snapchat. 

O aspecto de experiências rápidas e divertidas cresce e parece que só vai crescer ainda mais. Ou como a própria matéria mostra: 

A empresa pretende manter a relevância apelando para as funcionalidades que o público jovem pode tirar da plataforma. “Com conteúdos de comédia, maquiagem, esportes, jogos e decoração, o TikTok apresenta uma gama diversificada de conteúdos inovadores”, afirma o community manager do aplicativo, Rodrigo Barbosa.

O que a empresa já fez no Brasil…

“O foco é sempre oferecer novos recursos e criar ambientes mais criativos para as pessoas se expressarem. Em território brasileiro, a rede social tem se empenhado em fortalecer sua presença. Uma das campanhas desenvolvidas no país neste ano foi o patrocínio do camarote e do trio elétrico da cantora Ivete Sangalo no Carnaval de Salvador. “Estamos trabalhando próximo de nossos criadores de conteúdo e parceiros para criar uma comunidade divertida, positiva e abrangente”, finaliza Barbosa.

tiktok
Alexander Stemplewski, 30, foi destaque em uma matéria recente no site Business Insider. O artigo conta como ele conquistou mais 3 milhões de seguidores na rede social chinesa.

Para fotógrafos, videomakers, influenciadores e empreendedores em geral é uma oportunidade. Seja pelo poder de criar vídeos atraentes com efeitos únicos que inclusive podem ser usados em outras redes sociais. Aliás, os influenciadores do TikTok estão atraindo audiência no YouTube e Instagram. Para lojas de foto, estúdios, empresas de foto de formatura e para fotógrafos de família, newborn e casamento também apresenta vantagens. Para quem busca o público jovem é um canal quente. Resta saber se estamos dispostos a encarar e administrar mais uma rede social. O que não dá é para deixar de lado essa oportunidade real. Já existem cases de empreendedores daqui e de fora que atuam na fotografia e estão tentando a sorte no TikTok. E muitas vezes pedindo a ajuda de quem é mais jovem (alguém da família por exemplo) para criar algo dentro dali. Quem tentar só vender e divulgar como faz no WhatsApp ou Instagram ou Facebook pode desanimar. Pois no TikTok a ideia não é vender, mas sim divertir, entreter, surpreender e informar. O que convenhamos não é das coisas mais fáceis. E de fato são poucos da fotografia brasileira “brincando lá dentro”. Enquanto isso o aplicativo segue com força. Só em 2019 o TikTok faturou no mundo quase 180 milhões de dólares. A ByteDance, dona do app, já é a startup mais valiosa do mundo sendo avaliada em 75 bilhões de dólares. Dados que a Forbes também apresentou no artigo.

Leia também: Os Fundamentos da Falta de Marketing