Participe do SIM. Semana do Imaginário Materno!


5 motivos para acreditar e investir na fotografia impressa

Fotógrafos e empreendedores do mercado muitas vezes parecem ignorar os benefícios que a foto no papel podem trazer para o negócio de fotografia

Em tempos tão digitais e com excesso de telas, aquilo que é analógico se torna quase uma novidade. Menos tóxica e ansiosa (sem avisos de tela), o que é tangível oferece inúmeras vantagens e aparece como tendência aqui e lá fora. Veja cinco motivos para investir no produto e o quanto ele pode fazer a diferença para fotógrafos e outros empreendedores do mercado fotográfico.

1O produto é o que fica para o cliente. É legado, memória, lembrança, vaidade e envolve emoção. Ou seja, pensar no produto é pensar nas pessoas que você vai servir. Mas cabe a quem oferece mostrar essas virtudes e benefícios. Cabe ao empreendedor da fotografia valorizar esse diferencial. Especialmente em mostrar a qualidade e durabilidade. E que a foto no produto impresso é um patrimônio da família.

2 O produto adiciona valor na oferta e dá percepção de posse das memórias. Ouço muitos fotógrafos dizendo que o cliente não quer produto, a foto impressa. Pedem sem álbum e afins na esperança de que vai ficar mais barato. Quando na verdade deveria ser justamente o oposto. “você compra o serviço e o produto já está na oferta”. Pois no fim, a decisão de oferecer isso e deixar claro que “não existe sem produto” é de quem vende. O argumento mais poderoso nessa história é simples e direto: daqui uns 20 anos suas fotos digitais estarão seguras?

3O produto gera posicionamento de marca na cabeça das pessoas. Da preocupação com as memórias ou pelo puro carinho com os clientes. Nesse cuidado em criar algo que vai ficar. Produto é parte importante do composto de marketing e o posicionamento de mercado deve ser refletido no produto. Se a marca trabalha com criatividade, logo o produto tem que ser criativo e diferente. Tempos depois quando o cliente olhar para o produto ou precisar de algo desse tipo a chance dele lembrar do fotógrafo ou negócio de foto é muito maior. Inclusive indicando para outras pessoas.

4 – Mesmo sendo no papel não quer dizer que não deva ter tecnologia. Ou seja, o smartphone é seu aliado na experiência mais completa das pessoas. Seja com Spotify, vídeos e outros recursos de realidade aumentada. Lembrando inclusive que se o produto físico faz sucesso ele acaba sendo compartilhado em imagens nas redes sociais. Fazendo um boca a boca muito interessante nesses tempos digitais que estamos vivendo.

5 – Nunca foi tão fácil personalizar e se diferenciar da fotografia com produto impresso. Claro que não é só o produto que vai fazer a diferença sozinho. Mas o fotógrafo com as fotos mais incríveis e sofisticados não vai longe sem produto para acompanhar seu posicionamento. O que mais causa estranhamento é ver tantos profissionais e outros empreendedores fazendo produtos iguais a todo mundo. A mesmice leva a guerra de preços (embora seja melhor ter algo igual ao dos outros do que não ter nada para oferecer). A grande questão é: o que você poderia criar com a sua identidade e pode agradar aos clientes com fotografia. Dá para fazer tudo com foto. Boa fazer?

Quer ajuda nesse processo e quiser mergulhar de verdade no desenvolvimento do seu produto na fotografia? Então participe do Foto+Produto ao vivo que vai ocorrer na próxima terça ao vivo. Saiba mais aqui: FOTO+PRODUTO AO VIVO.

Ou faça na hora que quiser e puder com a versão EAD. Foto+Produto gravado.