Varejo 3 meses atrás | Flávio A. Priori

Novas caras do mercado de encadernadoras

Empresários que estão se destacando no segmento falam sobre novas implementações em seus negócios

por Revista FHOX

Quando o assunto é foto impressa, não podemos deixar de falar de encadernadoras. Um álbum de fotos bem montado e que se adapte à proposta do ensaio engrandece ainda mais o trabalho final. E por ter toda essa aura em torno do álbum, é preciso encontrar meios de torná-lo um produto diferenciado. Ao mesmo tempo, dar ao seu cliente maneiras para que ele obtenha o que deseja de forma simples e direta.

Um exemplo de encadernadora que vem chamando atenção nesse sentido é a Karlos Romero Encadernadora, de São Luís (MA), fundada em 2017 pelo próprio João Karlos Romero. O empresário já atua há 27 anos no setor, passando por convites de formatura e produção de eventos.

Atualmente ele investe na encadernação e na satisfação do cliente. “Nossa empresa tem crescido muito nas regiões Norte e Nordeste. Estamos em uma localização estratégica, nossos clientes estão satisfeitos com o produto, a agilidade de entrega e a diminuição de custo de frete”, fala Romero.

O empresário, que tem como meta aumentar seu market share nas regiões citadas, afirma que parte fundamental para a evolução é o investimento em tecnologia, principalmente pensando em automação de processos: compra, produção e logística. “Nossos produtos e serviços são cada vez mais ‘personalizados’, quase individualizados. Por outro lado, temos o desafio de vender em escala, com soluções que sejam capazes de atender grandes volumes”.

encadernadoras
A Karlos Romero cresce através de investimentos em tecnologia no processo de produção

 

É possível ver esse discurso aplicado na prática no site da encadernadora. Romero conta que o fotógrafo pode diagramar seu material no próprio ambiente online, de forma automática ou página por página. Isso diminui o custo com diagramador.

“Sem a tecnologia integrada nesses processos, seria impossível manter-se no mercado de forma competitiva. Ela permite o funcionamento 24 horas por dia, tanto para quem acessa nossos produtos e serviços quanto para nosso sistema de produção e entrega”. O empresário complementa que busca na tecnologia novas formas de interagir e aprimorar o relacionamento com o cliente, investindo na experiência com suas marcas e produtos.

Ainda com essa filosofia em mente, Romero lançou em 2019 a plataforma Kabox, em parceria com a Print One, voltada para o usuário amador. Nela o cliente pode montar um álbum direto com fotos do celular.

“Para nós o projeto Kabox agregará no atendimento de nossos produtos e serviços para o segmento
‘amador’. Conhecer e aprimorar o modelo de navegação e compra de álbuns contribuirá para conquistarmos novos mercados, com produtos mais adequados e, principalmente, acessíveis para nossos consumidores virtuais”, afirma Romero.

Pic Art: Paixão por encadernar

Abordando o mercado de outra forma, mas com destaque igualmente interessante, atua a Pic Art, sediada na Vila Olímpia, zona sul da cidade de São Paulo. Há quatro anos no setor, o empresário Dario Ferarege conta que a ideia de entrar no ramo foi do antigo sócio, Henrique Ferarege, devido a uma necessidade de um cliente ao qual prestavam consultoria, voltada a processos, produtos e pessoas.

“Esse cliente especial que atua no ramo fotográfico de parto e possui um grande volume de contratos, estava tendo problemas com homologação de encadernadoras nas normas da ISO 9001”, conta Ferarege. “Esta é uma parte da produção na qual fotógrafos terceirizam trabalho e estes fornecedores devem cumprir tanto o prazo quanto a qualidade, para que o cliente final não seja prejudicado”. Um desajuste nesse processo pode acarretar uma perda de credibilidade do fotógrafo junto ao cliente. Assim surgiu a Pic Art.

Voltado para um público de fotógrafos profissionais, Ferarege afirma que estar antenado nas tendências de mercado é um dever, como em qualquer segmento. Mas além disso, umas das principais preocupações da empresa é dar atenção especial ao cliente durante a elaboração do material, para que o produto final saia exatamente conforme o desejo do fotógrafo.

encadernadoras
“Os três pilares de atendimento da Pic Art: Qualidade, Prazo e Atendimento Intimista”. Dario Ferarege

 

“O nosso processo de criação de produtos é confeccionado junto aos nossos clientes profissionais. Cada fotógrafo tem sua linha, aquilo que o agrada e faz sentido para quem ele presta serviços. Ganhamos mercado com esse atendimento e essa maneira de ser da Pic Art.”. Aliás, para Ferarege, a verdadeira encadernação é artesanal. “Cada álbum é único, assim como a sua história. Por isso envolvemos pessoas apaixonadas por essa atividade em nossa produção”.

Evidentemente a empresa também não abre mão da tecnologia nos negócios. Para a Pic Art, é um artifício que ajuda na gestão e no dia a dia de produção. Principalmente nos canais de vendas. “Hoje temos uma plataforma web na qual o cliente escolhe o produto, configura, diagrama on-line e envia o conteúdo para impressão e encadernação. Tudo em poucos cliques, de maneira inteligente”, conta.

Por fim, Ferarege fala que tem sentido cada vez mais pessoas, de todas as idades, adeptas à impressão de fotos. Fato esse que o deixa otimista com o futuro. Ele comenta que o feedback de seus clientes é de que fotos armazenadas na nuvem quase nunca são acessadas novamente, perdendo o seu valor. “A foto impressa é uma recordação palpável e, dependendo do insumo da impressão, dura por gerações.”.