Varejo 2 anos atrás | Leo Saldanha

As lojas da Apple estão virando salas de aula

Novas lojas Apple terão enfoque educacional. Entenda porque essa decisão é acertada e deveria servir de exemplo para as lojas de fotografia, labs pro e estúdios

por Revista FHOX

Apple-Store-796x452

Vender experiências. A gente ouve isso direto e acaba virando jargão. Na Apple não. Quando você entra em uma das lojas da marca sente que tudo foi pensado nos mínimos detalhes. A equipe de vendas é especialista e bastante ativa. O design dos espaços. Iluminação, etc. Interessante ver que mesmo sendo o varejo com metro quadrado mais rentável do mundo, a Apple decidiu reformular mais uma vez o conceito das Apple Stores. Uma mudança radical e que envolve 495 lojas. Resumindo o objetivo da marca: terão enfoque em aulas e cursos variados. E sabe qual é um dos assuntos na pauta? Sim, fotografia.

A FHOX já tinha dado que a Apple contrataria fotógrafos para ensinar os consumidores sobre as vantagens de fotografar com um iPhone. A fotografia é importante para a marca faz um tempo. Algumas lojas trazem artes criadas a partir de iPhones e iPads. Com obras criadas por artistas celebrados de várias partes do mundo. O novo posicionamento é de lançar aulas práticas. Batizadas de “Hoje na Apple” com 60 temas distintos. Ministradas por especialistas na área que trabalham para a Apple. E mais: terão cursos e palestras com artistas celebrados (entre eles fotógrafos). Com direito a sessões especiais ensinando desde o básico até módulos mais avançados.

aula de arte com um especialista. Foto: Techcrunch
aula de arte com um especialista. Foto: Techcrunch

Angela Ahrendts, Vice-presidente de varejo da Apple falou mais sobre a ideia no comunicado oficial recente: “No coração de cada Apple Store está o desejo de educar e inspirar as comunidades que servimos”. Sábia decisão que as boas lojas de foto do Brasil e de fora conhecem faz tempo. Hoje, algumas das melhores lojas fazem isso. O usuário compra uma câmera pela internet e vai “no balcão” entender como usar. Se o local oferece um workshop ou curso básico, melhor. Ensinar para vender ou vice-versa. Na fotografia funciona bem para vender fotos impressas, acessórios, novos cursos e ter sempre esse cliente por perto.

Hoje na Apple. 60 cursos. Ensinar para vender ou vender para ensinar?
Hoje na Apple. 60 cursos. Ensinar para vender ou vender para ensinar? Foto: Techcrunch

Ter sempre por perto é o ponto central da Apple. A ideia é atrair e manter os fãs da marca presentes na Apple Store o máximo de tempo possível. “Hoje na Apple é uma das formas de evolução da nossa experiência para melhor atender os clientes e empreendedores. Estamos criando uma praça moderna onde todos são bem vindos para encontrar os melhores da Apple. Essa conexão vai levar a descobertas de uma nova paixão ou de levar a técnica para um novo patamar” disse Angela.

Foto: Techcrunch
Foto: Techcrunch

Não é difícil imaginar de quem esse aluno vai comprar depois de fazer alguns cursos? A empresa só não diz se só usuários Apple poderão fazer os cursos grátis. Será que alguém com celular Samsung ou uma câmera digital poderá participar das atividades?

Photo Walk. Caminhadas fotográficas para quem leva o assunto mais a sério. Foto: Techcrunch
Photo Walk. Caminhadas fotográficas para quem leva o assunto mais a sério. Foto: Techcrunch

Para lojas de foto, estúdios fotográficos ou mesmo laboratórios profissionais, a ideia de dar aulas, palestras e congressos é das mais acertadas. Não necessariamente de graça. Em um mundo cada vez mais digital, oferecer conteúdo e dar a oportunidade de ver as coisas de perto é um diferencial considerável. O fato é que uma das lojas de fotografia mais famosas do mundo, a B&H Photo, segue nessa linha de oferecer aulas, palestras e workshops com especialistas de foto e vídeo. Os resultados costumam ser muito efetivos. E faz muito sentido, afinal, são inúmeras vantagens: o aluno está presente, pode ter interesse em algum produto ou serviço e vai ter na mente aquela marca que propôs a educar.

Bate-papo com artista. Venda de experiências e conteúdo para fidelizar usuários. Foto: Techcrunch
Bate-papo com artista. Venda de experiências e conteúdo para fidelizar usuários. Foto: Techcrunch

Só que no caso da Apple a coisa é mais bem pensada. O enfoque é nos produtos Apple e não em vender um palestrante que pode estar em um evento nessa semana e outro de um concorrente na semana que vem. No caso da fotografia, a Apple imaginou módulos para diferentes níveis. O iniciante com a plataforma de como fotografar, editar, organizar, etc. Já os mais avançados poderão participar de caminhadas fotográficas da Apple que começam e terminam na loja. Nesse caso a aposta é em técnica mais avançadas de olho em iluminação, retratos, composição e contar histórias (tanto para foto quanto vídeo). Melhor ainda é que a empresa lançou os Photo Lab com ensinamentos de fotografia lifestyle e a construção de uma marca consistente e autêntica nas redes sociais. Os Photo Labs preveem fotógrafos experientes e renomados para ensinar técnicas fotográficas com os dispositivos Apple. A Apple pensou até nos professores. Com aulas para esses profissionais todas as terças com um olhar especial em como usar a tecnologia Apple para dar ensinar melhor na sala de aula.

Fotografia tem papel central na estratégia da marca mais valiosa do mundo. E no varejo não é diferente. Foto: The Verge
Fotografia tem papel central na estratégia da marca mais valiosa do mundo. E no varejo não é diferente. Foto: The Verge

No fim a Apple Store vai virar uma sala de aula e isso é ótimo. Lojas de foto, laboratórios profissionais e estúdios de fotografia deveriam se inspirar nesse proposta. Seguir o mote, ensinar para vender e vender para ensinar pode fazer toda a diferença daqui para frente. Ainda mais no caso da fotografia. Uma atividade totalmente presencial. Por que o entusiasta ou consumidor final não vai aprender a clicar de verdade e com aprofundamento só assistindo vídeos e pesquisando na internet. É o tipo de vantagem competitiva que só o varejo e os negócios físicos podem oferecer.

Hover: o drone inteligente que fotografa e filma sozinho. Agora disponível nas lojas da Apple. As vendas desse segmento não param de crescer no mundo todo...por que as lojas de foto não vendem esse produto?
Hover: o drone inteligente que fotografa e filma sozinho. Agora disponível nas lojas da Apple. As vendas desse segmento não param de crescer no mundo todo…por que as lojas de foto não vendem esse produto?