Negócios 2 anos atrás | Leo Saldanha

Um novo modelo de loja de foto nos Estados Unidos

Neomodern de San Francisco é ideia de um ex-excutivo da Netflix e da Adobe. Uma proposta que vai muito além do conceito de varejo simples na venda de fotos impressas

por Revista FHOX

A bagagem do fundador Neomodern explica muita coisa sobre o conceito a estratégia de vendas do novo negócio. Michael Rubin atuou em empresas que souberam se reinventar. Afinal, a Netflix era uma locadora de DVDs que enviavam tudo pelo correio e a Adobe até pouco vendia os softwares na caixa (lembra?). Agora, Rubin criou um loja de foto que enfoca em decoração com fotos. Um ponto físico que também é uma galeria de arte. O alvo é claro: imprimir fotos de quem possui smartphone (todo mundo) e que gostaria de imprimir aquela foto bacana com filtro tipo Instagram. Claro, acaba atraindo os entusiastas e fotógrafos profissionais que querem colocar suas fotos em altíssima qualidade em um acabamento especial.

A Neomodern fica em San Francisco. No cardápio simplificado (tendência no varejo rentável) são oferecidos três tamanhos de impressão. O consumidor pode escolher a opção de papel algodão e colocar as fotos em moldura preta ou branca. Curioso é que Rubin criou o negócio para atender uma demanda pessoal. Já que ele teve problemas quando ia comprar fotos em outros negócios. Rubin é um apaixonado pela fotografia e na hora de imprimir não encontrava soluções fáceis e disponíveis no mercado.

O empreendedor diz que as expectativas iniciais foram superadas e que já opera com fluxo de caixa positivo. A loja fica em Union Street, região nobre de San Francisco. Com o potencial do negócio, Rubin chamou outros especialistas em impressão e fotografia para ajudarem na empreitada e a empresa está trabalhando com boas vendas. Embora atenda clientes com perfil mais autoral que buscam fotos em altíssima qualidade para colocar na parede, a Neomodern vem atendendo clientes comuns em busca também de fotos avulsas. E isso é algo que a empresa quer abraçar cada vez mais.

A localização em uma área nobre da cidade californiana é um ponto estratégico do negócio. O espaço conta com 2 mil metros quadrados e mais parece uma galeria (pode até ser alugado para eventos específicos). O que a Neomodern quer mesmo é atrair os usuários de smartphones. Em entrevista para vários sites de fotografia de fora, Rubin disse que as lojas de foto com o modelo de negócio antigo morrem porque seus negócios combinam vendas de produtos e serviços que foram atropelados pela nova fase digital. E que a fotografia vive seu melhor momento, mas as lojas de foto antigas mantiveram um estilo antigo, ultrapassado e com enfoque na venda de commodities. A proposta da Neomodern é justamente de propor um novo conceito, com foco no atendimento sofisticado e oferta mais restrita e de alto valor para os consumidores. A galeria da Neomodern vende fotos que estão expostas e cria o desejo do consumidor de imprimir algo naquele formato e com acabamento premium. Colaboração também faz parte do projeto, existe até o serviço de assistência na escolha das fotos do smartphone para imprimir. No site da empresa isso fica evidente. O usuário vê que existe não só a curadoria na escolha, como ainda oferecem um concierge de impressão. Dá para fazer agendamento via site para marcar um papo com o especialista. Embora no próprio site eles recomendem a visita mesmo sem marcar hora. O mote é: você entra com seu smartphone e sai com uma obra de arte emoldurada. Em 30 minutos. No fim, a base do negócio da Neomodern é a valorização da impressão. E para eles uma foto só é foto se estiver no papel e bem apresentada.



Por que a notícia é importante?
Porque a Neomodern propõe um novo modelo de loja de impressão que combina galeria e enfoca os usuários de smartphone. Porque o dono traz na bagagem a cultura de inovação que transformou Adobe e Netflix. Porque o enfoque também é na impressão de altíssima qualidade e na valorização da fotografia. Uma proposta de varejo com experiência que marcas como Apple, Lego e Starbucks sabem fazer como ninguém e que parece ser parte da inspiração da Neomodern.

>> Fujifilm lança nova impressora no formato Instax para fotos de smartphone

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.