Negócios 2 anos atrás | Redação

Parte da Leica está à venda e a Zeiss está de olho

Investidor que possui 45% da lendária marca já estaria em fase adiantada de negociações

por Revista FHOX

planar-35-leicam-1-530x397

A informação é da agência de notícias Reuters. O grupo de investimentos Blackstone está em fase de negociação com compradores em potencial. A Blackstone é dona de parte da Leica desde 2011. Uma das marcas interessadas é a Zeiss (lentes). Importante destacar que os outros 55% da Leica seguirão com os acionistas majoritários, a família Kauffmann.

A notícia não foi confirmada. Embora o vazamento é do respeitado site da Reuters. A informação viria de pessoas muito próximas do caso. Tudo indica que as negociações já teriam bem avançadas. Seja como for, surgem especulações. É o caso do boato de que a  própria Huawei (fabricante chinesa de smartphones e parceira da Leica) estaria entre um dos possíveis compradores.

201704270842042907

O CEO da Leica, Andreas Kauffmann, disse para a Reuters que a família tem objetivos de longo prazo com a Leica. Andreas disse em uma entrevista recente que seu sonho é lançar um Leica Fone. E que o dispositivo teria enfoque em fotografia de altíssimo nível de uma forma diferenciada feita por um fabricante que entende de fotografia de verdade. A Leica deve bater em 70 milhões de euros de vendas até o fim do ano. Uma marca valiosa avaliada em 700 milhões de euros.

Quem será que vai ficar com a outra parte da Leica?
Por que a notícia é importante? Porque a renomada marca é sinônimo de fotografia de qualidade e de equipamentos de ponta. Porque fotógrafos lendários fundaram o fotojornalismo usando equipamentos Leica. E a empresa soube se adaptar a nova fase da fotografia. Fez isso fechando parcerias estratégicas com fabricante de smartphone, mas sem esquecer do legado na fotografia e lançando modelos sofisticados (e conectados) para fotógrafos profissionais e entusiastas endinheirados.