Mercado 3 anos atrás | Diogo Amorim

Um dos estúdios de Pilar do Sul

Para impressão de fotos e confecção dos álbuns, o estúdio utiliza o laboratório Matrix, em Sorocaba, e a Indimagem, em Joinville (SC)

por Revista FHOX

Raquel Watanabe desistiu da biologia para se dedicar à fotografia. Faz seis anos que ela exerce o ofício em Pilar do Sul, cidade que fica na região metropolitana de Sorocaba, no interior paulista. Seus 30 mil habitantes contam com dois estúdios fotográficos.

Pilar do Sul: economia baseada na agropecuária Fotos: Raquel Watanabe
Pilar do Sul: economia baseada na agropecuária

Raquel inaugurou seu estúdio no final de 2015. “Aqui fazemos de tudo, casamentos, ensaios de gestantes, recém-nascidos, fotos de gastronomia”, diz ela, que divide a câmera com o marido Eliezer. Antes do endereço comercial, Raquel trabalhava em casa.

Workshops, congressos, feiras de fotografia, fazem parte de sua agenda. “Gosto de ir para ver as novidades e trazê-las para a cidade. Agora, por exemplo, pretendo investir em cenários para os ensaios temáticos para crianças.”

Para impressão de fotos e confecção dos álbuns, Raquel utiliza o laboratório Matrix, em Sorocaba, e a Indimagem, em Joinville (SC).

IMG_2298IMG_8455

O casal de fotógrafos Eliezer e Raquel Watanabe
O casal de fotógrafos Eliezer e Raquel Watanabe