Mercado 4 anos atrás | Redação

Fotos valem mais do que joias

É o que mostra uma pesquisa feita em Portugal. Fotografias só perdem em importância para dinheiro e computador

por Revista FHOX

family

O estudo foi feito pela empresa portuguesa Dreambooks com quase 19 mil consumidores daquele país. Veja os resultados:

  • 59% das pessoas correria para salvar fotos em caso de incêndio em casa. Deixando para trás joias, roupas e eletrodomésticos.
  • Fotografia impressas perdem para dinheiro (63%) e o computador pessoal (65%). Nesse caso talvez porque imagens estejam justamente “presas” no PC ou laptop.
  • Em 2015 os portugueses gastaram com impressão de fotos cerca 160 euros (em 2014 gastaram 195). Onde? Lojas de foto, centros comerciais com impressão (60%). Sites com serviço on-line foi a resposta de 34% dos entrevistados.

 

Vale lembrar que uma pesquisa parecida com essa foi realizada no Japão e mostrou um índice muito similar de famílias mais preocupadas com álbuns do que com outros bens. Ou seja, as memórias são fundamentais e as verdadeiras joias da família.