Mercado 4 anos atrás | Diogo Amorim

Fotógrafo gaúcho vai à feira de fotocabines em Las Vegas

Rafael Borges conta as novidades que viu por lá, confira!

por Revista FHOX

A Photo Booth Expo acontece em Las Vegas (EUA) e traz novidades sobre o mercado das fotocabines e totens. A segunda edição do evento aconteceu em abril de 2016 e Rafael Borges, fotógrafo de casamento e empresário da Clic Cabine, em Porto Alegre, esteve na feira a pedido de FHOX. Ele conheceu diversos produtos, inciativas criativas e tendências que podem inspirar o mercado brasileiro neste ramo.

photo-booth-las-vegas-1

Em três dias de evento o Photo Booth contou com 2.500 visitantes, atividades educacionais, palestras sobre negócios no ramo de fotocabine e, em destaque, como aproveitar melhor as datas comemorativas.

Dentre as novidades em produtos, Borges ressalta a “Mirror Pix” (Espelho Interativo), que funciona como um totem e também no uso de backdrops (fundos) para os totens. “O uso do backdrop é tendência lá fora. E uma boa opção para usar em eventos e melhorar a questão de iluminação dos totens”, ressalta.

A empresa LA PhotoParty (EUA) também chamou a atenção do fotógrafo por conta do produto Infinite. “Essa cabine tem funções interessantes, entre elas uma foto com o fundo verde para que o usuário possa ‘brincar’ com a imagem de fundo. Outra função é o gif, tão conhecido por nós. Ao fazer a foto é gerado também um gif para compartilhar diretamente nas redes sociais”,
explica.

photo-booth-las-vegas-9

Várias empresas do ramo de fotocabine apostam no entretenimento e a Air Graffiti foi um dos estandes que despertaram o interesse dos visitantes. Funciona assim: ao ser clicado (pela cabine), o usuário pode fazer uma intervenção na imagem. Com o auxílio de uma “pistola”, ele consegue criar desenhos e deixar a foto ainda mais divertida.

photo-booth-las-vegas-11      photo-booth-las-vegas-10

Borges comenta ainda que “tanto a fotografia impressa quanto o compartilhamento da foto nas redes sociais” caminham lado a lado. “A maioria das pessoas, além de querer divulgar o produto da fotocabine nas redes sociais, também deseja levar uma lembrança ‘física’ para casa. Contudo, no exterior a internet funciona com mais velocidade, o que possibilita usá-la sem medo de prejuízo para algum produto. O papel fotográfico tem o valor mais acessível também, o que facilita o trabalho para quem utiliza as fotocabines em festas e eventos”, comenta.

Ele finaliza dizendo que voltou da feira repleto de inspirações. “Na Photo Booth tive vários insights. Vou juntar algumas ideias, desenhar e construir uma fotocabine nova e totens com base no que vi e gostei na feira. Acredito que uma das melhores formas de inovar é se inspirar, produzir algo útil e criativo”.

Confira mais imagens que Borges fez da Photo Booth 2016: