Mercado 3 anos atrás | Redação

Drone para fotografar as férias

Serviço prevê a cobertura com fotos e vídeos para pacotes turísticos luxuosos. Empresas investem na fotografia de viagem para destinos especiais

por Revista FHOX

black tomato drone the world myanmar 6

A novidade apareceu em destaque no site do NYT. A ideia é da empresa Black Tomato. A empresa de viagens de luxo criou um serviço batizado de Drone the World. Quem contrata garante um profissional que cuida da cobertura fotográfica com o dispositivo. Algo que já está incluso nos pacotes que custam 5500 dólares. Esse pacote prevê três noites, voo, hotel e passeios. Depois o cliente recebe um vídeo de três minutos que reúne toda as imagens da viagem. A intenção é dar toda uma nova percepção da viagem.

Black Tomato – Drone the World from Black Tomato on Vimeo.

Outras empresas seguem passos parecidos. A InterContinental David Tel Aviv vende pacotes de lua de mel a partir de mais de 3 mil dólares que também conta com a sessão com drone. Já o hotel Hambantota Resort & Spa de Sri Lanka preferiu incluir na diária a possibilidade de voos de drones para cada hóspede. Também com a sugestão de comprar separado o serviço de fotos e vídeos com drones operados por fotógrafos profissionais. A matéria do New York Times destaca ainda duas empresas que fogem desse perfil: Flytographer e Shoot My Travel. Ambas trabalham com o conceito de rede de profissionais cadastrados e atuação em 200 cidades pelo mundo. Com oferta de diferentes estilos de sessão: para uma pessoa viajando sozinha, com amigos, casais e famílias. As sessões duram entre 30 minutos e 3 horas. Importante dizer que nas duas empresas as fotos ficam por conta de um fotógrafo que vai cuidar das sessões tradicionais ou espontâneas. Em alguns casos, o fotógrafo se porta também como um guia da região visitada. O artigo indica o crescimento da demanda de empresas desse tipo. As principais cidades que os consumidores pedem um fotógrafo para essas empresas? Nova York, Miami, Havana e Paris. Seja com drone ou no solo com um fotógrafo, cresce o interesse de pessoas que simplesmente querem curtir o momento, dispensando equipamento. Mas sem deixar de ter as memórias da viagem em cliques criados pelos profissionais. Bom para a fotografia.