Mercado 3 anos atrás | Leo Saldanha

Chatbooks e a tendência dos photobooks automáticos

Serviço on-line funciona direto no Facebook, Instagram ou do smartphone e cria o álbum automaticamente

por Revista FHOX

Estudo de caso – Chatbooks

chatbooks-img-17

Facilidade – A oferta da Chatbooks segue como tendência lá fora. O Interessante é o conceito por trás do negócio. Chatbooks (EUA) gera um photobook automático a cada 60 fotos postadas pelo consumidor. Contudo, o cliente recebe um email avisando que o álbum será enviado (3 dias antes da postagem). Nesse email vem a sugestão do design já com as fotos selecionadas pela Chatbooks. Assim, caso o cliente queira, ele pode mudar o álbum. Caso não mude nada, as fotografias virão em ordem cronológica no photobook.

Chatbooks-590x393

Conveniência – Esse sistema de escolher e enviar as fotos para o cliente mostra-se muito conveniente. As pessoas tem cada vez menos tempo e paciência de criar o próprio álbum. Os bloqueios para o consumidores final são variados: ter que selecionar, diagramar, escolher o modelo e fazer o pedido.

Chatbooks2_1
Foto: beehivestartups.com

O preço lá fora é agressivo: 13 dólares e sem frete. Existe ainda a possibilidade do cliente fazer uma assinatura mensal com maior quantidade de photobooks. Os planos vão de 1 até 10 álbuns por mês. Seria uma forma do usuário liberar fotos perdidas (e esquecidas) nas redes sociais. Existem versões com capa mole e capa dura no tamanho 15 por 15.

chatbooks-1024x585

Photobook com hashtags e colaborativos – Talvez o recurso mais engenhoso da Chatbooks seja a montagem de álbuns a partir de hashtags. Na prática, vale o mesmo serviço de envio automático. Só que a diferença é o photobook só será criado quando bater em 60 imagens postadas pelo cliente com a hashtag escolhida. No meu caso, poderia ser #cenasdesampa ou #cenasdabella. Mas poderia ser #ferias #natal, etc. Bela ideia e serveria até para projetos fotográficos e series autorais. Uma forma do fotógrafos ter tudo impresso. A empresa trabalha ainda com a possiblidade de criação de photobooks colaborativos.

chatbooks

Eu quero fazer com a minha cara – Nesse caso é só usar o Chatbooks customizado, para aquele cliente que gosta de personalizar totalmente seu álbum (o custo é maior).

071515_ZenPrint-3
Foto: MCCALL TURNER

E aqui?  Chatbooks deveria servir de exemplo para um formato de negócio similar para empreendedores da fotografia do Brasil. Assim como lá fora, as pessoas estão sem tempo e fotografando cada vez mais. Ficam entupidas de fotos digitais e não conseguem dar saída e nem armazenar esses arquivos por muito tempo. Logo, automatizar a escolha das fotos e enviar o álbum para o cliente (ou que ele pudesse buscar na loja) é uma iniciativa que teria tudo para dar certo por aqui. Ou você acha que não? Eu acho que sim. O apelo é forte. Ou como a própria marca diz no vídeo: é como assinar uma revista da sua própria vida! 

Esses dois posts gringos falam mais sobre o case da empresa. A curiosidade é que a empresa é de um casal de empreendedores de Provo (Utah). Região famosa pelo apreço no consumo e criação de scrapbooks. A empresa surgiu a partir da própria carência do casal na hora de pedir álbuns de fotos na internet. Estavam sem tempo e não sabiam montar e nem escolher os produtos. Surgia ali uma oportunidade…vale ler os dois posts abaixo (em inglês e saber os detalhes da operação que hoje produz em média 2 mil photobooks por dia. Curioso é que eles relatam que muitos clientes baixam o app, usam uma vez para logar e pedir o serviço automático e nunca mais abrem o aplicativo. O que demonstra a conveniência da ferramenta. Até porque, disputar com outros apps (Facebook, Insta, Zapzap…) é muito difícil.