Negócios 1 ano atrás | Redação

“Memória Afetiva”: da escola para a casa

Álbum conta história do envolvimento da criança em atividades propostas pela escola

por Revista FHOX
Lorena-Menezes-Pio-Moretti--(4)
Créd. Fotos Dani Carreira e Ju Barros

Curiosidades acerca da agenda do(a) pequeno(a) na escolinha foram um impulso forte para Dani Carreira lançar seu projeto de fotografar crianças em atividades promovidas por instituições de ensino maternal e infantil. Atuante na fotografia de crianças e família, Dani expôs sua ideia a Ju Barros, também fotógrafa no segmento.

Ju-Barros-e-Dani-Carreira
Ju Barros e Dani Carreira: parceria na construção do “Memórias Afetivas”

A parceria entre as duas deu certo e hoje a dupla anda fotografando pequenos em seu dia a dia em Taboão da Serra (SP) e vizinhança. “A Ju acrescentou um lado psicológico, pedagógico, ao projeto, já que é formada em Psicologia”, conta Dani. O objetivo maior é registrar momentos em que a criança esteja interagindo com seus colegas e atividades propostas. “Claro que há fotos posadas no álbum, mas o ‘Memória Afetiva’ vai além, com imagens coletivas e personalizadas.”

Lorena-Menezes-Pio-Moretti--(3)

Pode ser uma excursão, ou um exercício para desenvolver a parte motora da criança, e lá estão as duas registrando momentos únicos dos participantes da atividade.

Vendas – O álbum do “Memória Afetiva” contém de 20 a 30 páginas, no formato 20 por 30 cm. É um fotolivro da Digipix. A venda é por adesão dos pais. Segundo Dani, a maior barreira é convencer a direção da escola a conhecer o projeto, já que houve instituições que passaram por experiências negativas com as “recordações escolares”. “Sou mãe e sei da importância desse tipo de fotografia para uma família”, finaliza.

Conheça o Cameraclub. O primeiro programa de benefícios e vantagens para quem vive da fotografia. www.cameraclub.com.br