Conheça o ImageCon - Conferência do Imaginário

Kodak lança linha de roupas com a Forever 21

A Kodak anunciou na última quinta (13) a parceria com a famosa rede varejista de moda Forever 21. Juntas as marcas vão lançar uma linha com 26 peças de roupa com o famoso logo da Kodak. Entre eles jaquetas, polos, moletons, camisetas e tops. A ideia é ter um apelo de design dos anos 1990. Com cores e estilo que representa o auge do tempo do filme fotográfico. As duas empresas trabalharam com o design da antiga equipe da NASCAR. Esse é um relançamento que acompanha a onda analógica que varre a Europa, Estados Unidos e Ásia. As vendas de câmeras instantâneas e filmes fotográficos está em alta. A Instax da Fujifilm obteve por mais um consecutivo excelentes resultados de vendas e com aumento de projeção até o ano que vem. A Polaroid vai bem e aliás também apostou em roupas com sua marca. O fato é que a Kodak investe em uma renovação da marca. A ideia de se associar a Forever 21 para tanto parece acertada. E de certa forma segue os passos da Polaroid e Fujifilm. Basta lembrar que a Urban Outfitters vende produtos da Polaroid e Fujifilm em suas lojas.

A chegada na Forever 21 é um investimento de aproximação com os adolescentes e mais jovens. “Tenho essa ambição de devolver para a Kodak o título de uma das marcas mais conhecidas e amadas do mundo” disse Dany Atkins, diretor de marcas da Kodak. Atkins trabalhava antes da Beats (empresa de fones de ouvido comprada pela Apple). A primeira investida do executivo foi aumentar a atuação no Instagram por parte da Kodak. Agora o ataque é no varejo de moda descolado e próximo das gerações mais novas. Atkins criou outro projeto colaborativo que reuniu um coletivo de skatistas da Califórnia com os filmes de Super 8 relançados pela Kodak. A colaboração fez sucesso. Com vídeos e publicações que geraram engajamento da comunidade. Depois ele atacou na gravação de um videoclipe com Lana Del Rey também usando a tecnologia (“inovadora”) do Super 8 da Kodak. E outra aposta recente foi o lançamento de uma câmera instantânea da própria Kodak. Aliás, outras marcas estão de olho nesse mercado crescente. São elas: Canon, HP, HiTi e LG só para citar algumas.

Usar o legado da Kodak para promover um aspecto sofisticado tem um charme renovado. O filme deixou de ser popular para virar item de colecionador ou de artesão. Quem usa o analógico, curte o que é real em uma mundo tão digital. Outra boa notícia para a Kodak (Eastman) é a investida de diretores famosos de Hollywood na gravação de produções cinematográficas com película 35mm. Com apoio de grandes diretores de cinema norte-americanos. Uma delas é a diretora do filme da Mulher Maravilha, Patty Jenkins é fã do cinema filmado em 35mm. Outro diretor entusiasta do filme no cinema é J.J Abrams. No fim essa é uma boa notícia para a cultura analógica.

A Kodak aposta em várias frentes para promover essa cultura analógica. Caso do podcast Kodakery e de revistas impressas e participação em eventos.  Seja com cinema, moda e claro, fotografia. O diretor de marketing da Kodak Joshua Coon deu uma explicação interessante sobre a transformação. E ela tem pouca relação com modinhas. É de fato, o ressurgimento de uma nova cultura. “as pessoas que se interessam por filme não o fazem por nostalgia, mas porque o usam pela primeira vez e o valorizam como artesanato” diz ele.

FHOX: mais que uma revista, uma ferramenta indispensável para quem vive fotografia

Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.