Negócios 1 ano atrás | Redação

Fotografia de políticos também é um negócio

Em ano de eleição cresce a demanda por imagens criadas por profissionais

por Revista FHOX
Foto: Yale Joel

A fotografia de políticos é uma oportunidade real em anos de campanhas eleitorais. Como 2018 terá eleição para diversos cargos (entre para presidência e governador) surge a oportunidade de mais trabalho para fotógrafos e videomakers. O candidato precisa de imagens para folhetos, cobertura fotográfica em atividades em geral, imagens para assessoria de imprensa, fotos para materiais de marketing e divulgação em geral, redes sociais e afins. Aliás, na parte do marketing digital surgiram novas demandas como fotos e materiais para fanpage, Instagram, etc. Vídeo também entra com tudo nessa necessidade. O vídeo abaixo feito pelo consultor Helder Carvalho aborda sobre a importância da fotografia profissional em uma campanha política.

O fato é que com a crise e os escândalos de corrupção que assolaram o país nos últimos anos os orçamentos encolheram (fato muito bem abordado por essa matéria do UOL). Ainda assim, a demanda segue importante e é uma chance de faturamento para os fotógrafos.

Foto de Platon. Um dos maiores retratistas em atuação já clicou alguns dos mais importantes políticos do mundo

A agência de marketing político Stratégia (PB) tem até em seu site um rico material que explica a importância em se contratar um fotógrafo profissional para obter o melhor resultado em imagens possível. Retiramos a citação do PDF que está no site para você ver as dicas da empresa especialista no assunto.

>> O profissional multimídia


Cuidados com a fotografia do candidato Uma boa fotografia é um componente essencial para qualquer campanha eleitoral ou política. A foto ideal é aquela que consegue transmitir a imagem e mensagem desejada pela campanha. Não podemos esquecer que a fotografia é o recurso que mais tem alcance numa campanha eleitoral. A foto do candidato está no minidoor, santinho, faixa, site, mala-direta… Enfim, em toda e qualquer publicidade da campanha. O cuidado com a fotografia deve seguir o mesmo padrão da fotografia comercial. Para a maioria dos eleitores, a única forma de contato com o candidato se dará apenas pela sua imagem, representada num retrato, ou seja, o eleitor vai conhecer seu candidato apenas pela foto. E, se essa foto não estiver bem trabalhada, poderá ter em si, diversos elementos negativos que se associarão à imagem do candidato. Contrate um bom profissional Mais uma vez o profissionalismo deve estar a serviço do marketing político. Sabendo da importância de uma boa fotografia, é necessário utilizar as mais modernas técnicas e dedicar um ou dois dias para a realização de vários conjuntos de fotos, no mínimo 100 fotografias. A utilização de maquiagem e iluminação feita por profissionais é indispensável. E os políticos não devem ter vergonha disso, como Brizola, que se maquiava num quarto fechado sem a presença da imprensa. A maquiagem é extremamente necessária, pois consegue disfarçar algumas imperfeições, diminui alguns anos e retira o excesso de oleosidade e brilho da pela (aparência de sujeira). A iluminação deve alcançar a perfeição. Quem nunca viu uma foto de um candidato totalmente escura, com as olheiras realçadas pela falta de luz? Ou os olhos avermelhados, com uma cara de ressaca? No último caso, um pingo de colírio seria a solução. Um erro comum é a utilização de fotos antigas, apenas para manter uma aparência jovem de dez ou quinze anos atrás. Os casos são tão absurdos que o eleitor deixa de reconhecer o candidato quando o vê pessoalmente. A expressão correta Antes de iniciar a sessão de fotografia, o consultor de marketing deve conversar com o fotógrafo e tentar passar o espírito da campanha, explicando que tipo de mensagem a fotografia deverá passar para o eleitor. A expressão do candidato vai depender da conjuntura em que a eleição ocorre e do posicionamento (imagem, propostas e foco). Por exemplo, se o tema predominante da campanha é o combate à violência e criminalidade, o retrato do candidato deve passar a imagem de seriedade, firmeza e segurança. Apresentar uma imagem alegre ou de preocupação seria um grave erro. Mas para um candidato que tenta a reeleição e tem um governo bem avaliado, a imagem tem que transmitir alegria, carisma, simpatia e confiança no futuro. Em eleições proporcionais, na maioria dos casos, o candidato deve aparecer irradiando simpatia, sorrindo e com o olhar confiante. Um candidato com a cara fechada, muito sério, poderá passar uma imagem antipática e perder o que há de mais essencial num político: o carisma. São recomendáveis três tipos de fotos numa campanha eleitoral: foto mensagem, candidato com o povo e foto de trabalho. A foto mensagem deverá comunicar os sentimentos e valores que a candidatura representa. É a foto principal, que estará nos cartazes, santinhos, adesivos, minidoor, site, etc. Os principais sentimentos expressos nessa categoria são: simpatia, calor humano, firmeza, sinceridade, inteligência, energia, simplicidade, competência, liderança, etc. Na foto candidato com o povo é preciso mostrar que o candidato tem apego popular, é acessível e simples. Porém, muito cuidado com a expressão do candidato, se ele estiver desconfortável com a multidão que o cerca, será um tiro no pé. O candidato tem que estar à vontade com os populares. A foto de trabalho tem a missão de mostrar um candidato em ação, que tem vontade de trabalhar pelo seu povo. Mangas arregaçadas, gravata frouxa, reuniões e visitas às obras servem para criar esse clima de trabalho e passar a imagem e os valores desejados. Enfim, procure um ótimo profissional para cuidar da fotografia do seu candidato. Alan Kardec Borges.

BIE – Banco de Imagens Externas – Propaganda eleitoral em Taguatinga Centro (DF).
Desde o dia 6 de julho de 2014 quando a propaganda política nas ruas foi liberada pela Justiça Eleitoral, a ordem para muitos candidatos é aparecer. Na briga pela exposição da imagem, alguns candidatos abusam de cartazes, faixas, panfletos e cavaletes, que em alguns casos chegam a obstruir calçadas e até a via de trânsito de veículos.
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Clicar políticos não é uma tarefa simples. São pessoas com agenda apertada e pouca paciência. Então, talvez a melhor referência no assunto seja Platon. O fotógrafo norte-americano consegue retratos incríveis em poucos minutos com autoridades, celebridades e personalidades mundiais. Vale a pena ver o resultado e a forma como ele atua clicando aqui: Platon. Ou assistindo ao vídeo abaixo:

>> CAMERACLUB: UMA COMUNIDADE DE BENEFÍCIOS E DESCONTOS COM MAIS DE 2 MIL VANTAGENS E 3500 MEMBROS 
Se você tem uma matéria, um relato, uma coluna, um tutorial ou qualquer outro tipo de conteúdo e quer contribuir com o FHOX.com.br, nos envie! Nosso departamento de redação vai analisar e, se aprovado, será publicado e assinado por você, respeitando todas as regras do direito autoral. Colabore clicando aqui: Você na FHOX.